O que Rafa Kalimann precisa fazer para tirar o DRT de atriz?

Ex-BBB está fora do elenco de "Vai na Fé" por problemas burocráticos

Rafa Kalimann no
Rafa Kalimann no "Casa Kalimann". Foto: João Miguel Júnior/Globo

Resumo da Notícia:

  • Rafa Kalimann está fora do elenco de "Vai na Fé" por problemas burocráticos

  • Ex-BBB não tem DRT de atriz e não conseguiu autorização especial a tempo

  • Entenda como faz para conseguir o documento do profissional da atuação

O imbróglio de Rafa Kalimann para conseguir atuar em "Vai na Fé" resultou na saída da ex-BBB do elenco. A influenciadora será substituída por Sofia Starling na nova novela das sete da TV Globo. Suas cenas serão regravadas pela ex-namorada de André Marques após as primeiras filmagens realizadas em dezembro.

O que rolou?

Rafa foi retirada do folhetim pela falta do registro profissional de atriz, popularmente chamado de DRT. Enquanto a famosa não tira o documento, ela precisa de uma autorização especial do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (Sated-RJ) para atuar. No entanto, a Globo informa que a burocracia não aconteceu a tempo.

Na trama, a personagem é uma ex-BBB, que irá armar para cima do cantor pop Lui Lorenzo, vivido por José Loreto, ex-namorado de Rafa Kalimann. Vale lembrar que Rafa e Loreto namoraram por cerca de seis meses e o relacionamento foi encerrado recentemente.

"Sou contratada da Globo. Todas as vezes que me pedem para fazer um trabalho, eu faço. Tenho carteira assinada para isso. E tento manter as coisas de uma forma muito correta. Estudo muito, faço teatro, faço carga horária de atuação e respeito 100% essa carreira. Poderia tentar tirar meu DRT antes, mas não, sei que preciso me especializar e, por isso, não canso de estudar", afirmou Rafa ao "UOL" ao falar sobre o conflito com o SATED-RJ antes mesmo de sair oficialmente da novela.

O que Rafa precisa fazer para tirar o DRT?

Primeiro, é preciso explicar que DRT nada mais é do que a sigla para Delegacia Regional do Trabalho, o que o ator precisa oficialmente é do Registro Profissional. Mas a sigla acabou se tornando usual para classificar documento para profissionais da atuação.

Existe a lei 6.533, sancionada em 1978, que regulamenta as profissões de Artista e de Técnico em Espetáculos de Diversões. De acordo com a norma, para artistas e técnicos serem contratados como profissionais para trabalhar em TV, cinema, teatro, publicidade, shows de variedades e dublagem, é necessário ter o registro profissional emitido por uma DRT.

O que indica que você é um profissional habilitado para a área em questão é justamente o número registrado na carteira profissional. Para que isso aconteça, a pessoa interessada precisa ser aprovada pelo órgão que regulamenta a profissão de atuação, que é o SATED (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões) com sedes em todos os estados do Brasil. Vale pontuar que o documento é exigido a partir dos 16 anos.

Para conseguir comprovar a sua capacitação é preciso fazer um curso profissionalizante, uma oficina de atores ou apresentar um portfólio de trabalhos que comprove sua experiência artística. No caso de Rafa, ela já conta com a apresentação do programa "Casa Kalimann", participação na série "Rensga Hits" e outros trabalhos na área artística.

Documentos solicitados para o Registro Profissional:

  • Original e XEROX: RG, CPF, Carteira de Trabalho (Xerox da pág. foto e verso), Comprovantes de residência e escolaridade

  • Por trabalho: Apresentar currículo com todas as comprovações de trabalho com fala nos últimos três anos consecutivos para o registro provisório e cinco anos consecutivos para o registro definitivo. Documentos válidos: cartazes, filipetas, programas, contratos, notas contratuais, recibos, carteira assinada e declarações com firma reconhecida

  • Pagar taxa de 150 reais de entrada de processo (Avaliação de Material)

  • Se o requerente já possui registro provisório, levar contrato de trabalho e comprovante de recebimento de valores citados no contrato e esses documentos deverão ter firma reconhecida.

  • Após 3 dias úteis, receber Atestado de Capacitação (caso a documentação tenha sido aprovada) para levar a DRT/RJ, mediante pagamento da taxa