O que se sabe sobre assassinato de ex-vereador do PT na Grande São Paulo

Assassinato de Zezinho do PT aconteceu às vésperas do segundo turno. Foto: Reprodução / Facebook.
Assassinato de Zezinho do PT aconteceu às vésperas do segundo turno. Foto: Reprodução / Facebook.
  • Assassinato de ex-vereador do PT aconteceu às vésperas do segundo turno da eleição

  • Zezinho foi baleado à queima-roupa por um criminoso durante a tarde

  • Polícia identificou o veículo utilizado no ataque ao político

O ex-vereador Zezinho do PT foi assassinado a tiros em Jandira, na Grande São Paulo, às vésperas do segundo turno da eleição, no último dia 28.

Cabo eleitoral de Fernando Haddad (PT), na disputa pelo Governo de São Paulo, e de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na corrida presidencial, ele estava atuando na campanha de ambos os candidatos na cidade.

Como foi o crime?

Por volta das 17h25 do dia 28, Zezinho passava pela Rua Francisco Tomás da Silva, no Jardim Gabriela, quando um veículo se aproximou. Um rapaz dentro dele sacou um revólver e atirou à queima-roupa contra o vereador.

Carro identificado

A Polícia Civil conseguiu identificar o carro utilizado no ataque por meio da análise de câmeras de segurança na região. Os agentes constataram que o assassino desceu do banco do passageiro, atirou e voltou ao interior do veículo.

Suspeitos estão presos?

Apesar de ter identificado o automóvel, a polícia ainda tenta localizar os suspeitos do crime. Até o momento, ninguém foi preso.

Motivo do crime

A polícia trabalha com duas hipóteses sobre o motivo do crime, de acordo com informações da TV Globo: um ataque de bolsonaristas ou vingança de pessoas prejudicadas pelas denúncias do ex-vereador sobre irregularidades na prefeitura e na Saúde em Jandira.

Corpo velado

O corpo de Zezinho foi velado no Ginásio de Esportes de Jandira na manhã do último sábado (5).