O que se sabe sobre explosão em Istambul que matou ao menos 6 e feriu dezenas

Pessoas correndo da área atingida por explosões em Istambul
Pessoas fugiram da área atingida por explosões em Istambul

Pelo menos seis pessoas morreram e 81 ficaram feridas neste domingo (13/11) em uma explosão em uma área movimentada do centro de Istambul, segundo informações do governador da cidade turca.

Ali Yerlikaya disse no Twitter que a explosão aconteceu por volta das 16h20 do horário local (10h20, no horário de Brasíila), em uma rua comercial na região da Praça Taksim.

Ainda não está claro o que causou a explosão. Alguns vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento do impacto.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que quem causou a explosão será punido.

Falando em uma entrevista coletiva em Istambul, ele condenou o que chamou de "ataque vil" e disse que "o cheiro de terror" estava no ar.O ministro da Justiça, Bekir Bozdag, disse à mídia turca que uma mulher estava sentada em um banco na área por mais de 40 minutos, saindo minutos antes da explosão.

Até agora, ninguém assumiu a responsabilidade pela explosão.O ministro Derya Yanik escreveu em um tuíte que um funcionário do governo e sua filha estavam entre as vítimas.

Serviços de emergência estão no local prestando atendimento aos atingidos. Helicópteros estão circulando a área.

A correspondente da BBC News Orla Guerin, que está na área, disse que havia uma forte presença policial em torno da rua Istiklal, que foi isolada.

Mulheres se abraçam em Istambul
A rua - uma das principais da cidade, geralmente cheia de compradores - já foi alvo de um homem-bomba em 2016

Muitos lojistas ficaram parados em suas portas na rua normalmente movimentada pareciam atordoados, disse ela, acrescentando que o incidente será um choque para muitos na cidade.Hayat, que estava em um cibercafé na rua Istiklal quando a explosão ocorreu, disse que houve tumulto após a explosão."Vi pessoas correndo e feridos passando em direção ao hospital", disse ela.

Outra testemunha, Cemal Denizci, estava a cerca de 50 metros de onde a explosão ocorreu. "Havia fumaça preta. O barulho era tão forte, quase ensurdecedor", disse ele à agência de notícias AFP.Eyup, de 20 anos, disse que os moradores de Istambul estão com "medo" após o ataque, acrescentando que mais pessoas podem optar por ficar longe de áreas lotadas como Taksim.A rua - uma das principais da cidade, geralmente cheia de compradores - já foi alvo de um homem-bomba em 2016.

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-63617266