O que se sabe sobre ataque que matou mãe e feriu gravemente filho em SC

Graziela morreu baleada na barriga durante ataque - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Graziela morreu baleada na barriga durante ataque - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Mãe morreu e filho de 2 anos ficou gravemente ferido após ataque em Tubarão

  • Eles foram baleados na própria residência

  • A polícia ainda tenta apontar suspeitos pelo crime

Uma mulher morreu e seu filho de 2 anos ficou gravemente ferido após um ataque a tiros na cidade de Tubarão, em Santa Catarina, na noite do último domingo (14).

De acordo com informações do g1, a criança está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital local. O pai dela também foi atingido, mas escapou com ferimentos leves.

As vítimas

A vítima fatal foi identificada como Graziela Antunes, de 31 anos. A mulher foi atingida por um tiro na barriga e não resistiu aos ferimentos.

A criança foi baleada no braço, nas costas e no rosto e luta pela vida no Hospital Conceição, em Tubarão. O pai, marido de Graziela, de 40 anos, foi atingido no braço, também encaminhado ao hospital, mas recebeu alta já na madrugada de segunda-feira (15).

Como foi o ataque?

Em depoimento à polícia, o homem relatou que estava em casa, com a família, quando um veículo parou e um homem que estava nele desceu. O suspeito chamou o rapaz, que foi ao portão, e deu início aos disparos.

Há suspeitos?

Inicialmente, a Polícia Militar apontou um adolescente de 16 anos como suspeito pelos disparos. Ele teria um envolvimento com a filha mais velha de Graziela, de 11 anos.

Posteriormente, porém, a Polícia Civil explicou que não havia namoro entre eles e que ambos conversavam há apenas duas semanas.

O adolescente foi liberado e não é mais considerado suspeito pelo ataque. A polícia ainda tenta investigar possíveis suspeitos.

Investigação do caso

O caso está sendo investigado pela delegada Jucinês Pereira, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) e pelo delegado André Crisótomo, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão.