O que você precisa saber para começar a quinta-feira

Foto: Alexei Druzhinin\TASS via Getty Images

Mais um episódio do conflito entre Jair Bolsonaro e a TV Globo, “suruba gay” como fator decisivo para escolha do vice-presidente e dia agitado na embaixada venezuelana em Brasília.

Confira o que você precisa saber para começar a quinta-feira (14):

Bolsonaro x TV Globo

Relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) aponta que o governo Jair Bolsonaro (PSL) mudou a lógica de distribuição de verbas publicitárias para TVs abertas ao destinar os maiores percentuais de recursos para Record e SBT - emissoras consideradas aliadas ao Planalto, mas que não são líderes de audiência. Embora seja a mais assistida do país, a Globo tem agora participação no bolo bem menor que a das duas concorrentes, o que não se verificava no passado, segundo o tribunal.

“Suruba gay”

O presidente Jair Bolsonaro desistiu de convidar o "príncipe” Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) para ser vice-presidente em sua chapa, depois de ter sido informado pelo ex-ministro Gustavo Bebbiano, de que haveria fotos de Orleans e Bragança participando de uma orgia gay, além de informações sobre possíveis agressões do deputado a moradores de rua. O parlamentar nega envolvimento em ambos. Bolsonaro realizou até uma consulta ao então aliado Alexandre Frota sobre a orientação sexual do “príncipe".

Dia agitado na embaixada

Partidários do líder da oposição venezuelana Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por cerca de cinquenta países, entraram na embaixada de Caracas em Brasília com a cumplicidade de funcionários do local e o ocuparam parcialmente. Os partidários de Guaidó afirmam que a entrada foi dada graças ao apoio de funcionários da sede diplomática, enquanto o governo do presidente bolivariano Nicolás Maduro descreveu o ato como “invasão”. Após mais de 12 horas de ocupação, aliados do autoproclamado presidente da Venezuela deixaram a embaixada do país no Brasil sob escolta policial.

Dólar nas alturas

O dólar subiu pelo segundo pregão seguido e foi a R$ 4,1910, alta de 0,55%. Este é o segundo maior valor nominal (sem contar a inflação) da história. O pico nominal da moeda americana é de 13 de setembro de 2018, antes das eleições presidenciais, quando o dólar foi a R$ 4,1970, segundo cotação da CMA.

Desigualdade racial

A população negra tem 2,7 mais chances de ser vítima de assassinato do que os brancos. É o que revela o informativo Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, foram registradas 255 mil mortes de pessoas negras por assassinato nos seis anos analisados.

Galo já tem técnico para 2020?

Para pessoas importantes dentro do Corinthians, existe a certeza que Fábio Carille será o próximo técnico do Atlético Mineiro. E ainda tem quem acredite que o treinador já tinha um acordo com a equipe de Belo Horizonte antes mesmo de ser demitido do Timão.