O que você precisa saber para começar o domingo

Ueslei Marcelino/Reuters

Exército cerca penitenciária em Brasília ante informação sobre suposto resgate de líder do PCC; Bolsonaro volta a comentar acusações contra o filho, Flávio, com críticas de “abuso”por parte do MP-RJ; setor nos EUA tem demanda de profissionais, embora pague cerca de US$ 70 mil ao ano.

Veja aqui o que você precisa saber para começar o domingo:

Bolsonaro sobre Flávio: 'Se eu não tiver a cabeça no lugar, eu alopro'

Em entrevista de mais de duas horas na manhã desse sábado (21), o presidente Jair Bolsonaro afirmou haver abuso por parte do Ministério Público do Rio de Janeiro nas investigações sobre a suspeita de um esquema de "rachadinha" tendo como base o gabinete do seu filho Flávio no Rio de Janeiro quando ele era deputado estadual. "Se eu não tiver a cabeça no lugar, eu alopro. Que levem o caso dele de acordo com a alegação que está ali", disse Bolsonaro sobre a apuração que tem como pivô o ex-assessor de Flávio Fabrício Queiroz. Para o Ministério Público do Rio, o hoje senador lavou até R$ 2,3 milhões com transações imobiliárias e uma loja de chocolates.

Datafolha: bolsonaristas mais aprovam deputados e senadores

Apenas 14% da população consideram ótimo ou bom o trabalho dos atuais 594 deputados federais e senadores, de acordo comMarcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. O índice, porém, dobra entre os eleitores fiéis de Jair Bolsonaro. O levantamento do instituto, feito no início deste mês, mostra que entre aqueles que declararam sempre confiar no presidente da República, a aprovação dos congressistas chega a 29%. Entre os que consideram seu governo ótimo ou bom, observa-se cenário similar, 26% avalizam a atuação dos parlamentares.

Risco de fuga de Marcola?

A Penitenciária Federal de Brasília foi cercada nessa quinta (19) pelo Exército depois de setores da inteligência do governo ter sido informados de um suposto plano para resgatar do líder da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. Fontes ligadas ao Ministério da Justiça e Segurança Pública e ao governo do Distrito Federal confirmaram que a operação começou na última quinta para conter o risco de fuga.

Auditoria no PSL

No Rio, a nova diretoria do PSL quer auditar as contas do partido ano que vem. O grupo assumiu depois de a ala do partido mais ligada ao senador Flávio Bolsonaro debandar para o ainda em formação Aliança pelo Brasil, cujo principal ‘cabo eleitoral’ é o presidente da República e pai do senador, Jair Bolsonaro.

A informação foi publicada pela revista Veja, segundo a qual a proposta da nova administração da legenda é de dar “transparência” e desvincular a imagem dos antigos administradores. “Não queremos misturar uma gestão da outra”, disse à revista, sob a condição de anonimato, um membro da nova diretoria.

Escassez de caminhoneiros nos EUA

Embora a remuneração de um motorista de caminhão pareça tentadora — cerca de US$ 70 mil ao ano —, nos Estados Unidos, o país enfrenta uma escassez de 51 mil trabalhadores no setor, de acordo com dados de 2017 da American Trucking Associations (ATA). Um dos problemas é a alta rotatividade de caminhoneiros nas grandes empresas. Ou seja: sempre há vagas a serem preenchidas.