O tal de “MC Biel” ensinou como ser um cretino profissional. 'Parabéns' e adeus!

Nem vou comentar o quanto a ‘música’ desse sujeito era empobrecida demais até mesmo para o cadáver de uma orca. Muito menos relembrar a acusação de assédio e injúria por parte da jornalista Giulia Pereira em cima desse moleque, cuja estratégia artística mais que horrorosa – ser um ‘clone brazuca do Justin Bieber’ -, rendeu um dos pseudoartistas mais abomináveis da história do show business das últimas décadas.

Tentando parecer um ‘malandrão’ de bailes funk, o trouxa achou que toda mulher que encontrasse pela frente seria algum tipo de versão das antigas ‘popozudas’ e ‘preparadas’. E ainda deu recentemente algumas declarações completamente desconexas da realidade, como você pode ler aqui  mesmo no Yahoo!

Além da mesmice e repetição ad nauseam de sua canalhice, Biel achou por bem trucidar qualquer tentativa em salvar sua carreira por parte de sua gravadora, a Warner, fazendo troça do episódio com a repórter em um vídeo em que, ao lado de outro artista desprezível autointitulado “Nego do Borel”, aparece cantando “Tá ‘gostosinha’, te quebro no meio”. Conseguiu apenas provocar raiva até em seus mais empedernidos fãs bocós e desesperar ainda mais os especialistas em administrar crises de imagem contratados – sim, é isso mesmo o que você leu. Vá ser burro assim lá em Santa Cruz de La Sierra, moleque!

Você acha que nada pode piorar a situação do zé-ruela? Calma que tem mais…

Agora desenterraram uma série de postagens do sujeito feitas há algum tempo em suas redes sociais, todas simplesmente vergonhosas. De ofensas endereçadas a quem sempre o recebeu de braços abertos em programas de TV – como ao dizer que “estupraria a Angélica” - até nojentas ofensas racistas, o energúmeno pode ter que refrescar sua cabeça oca na cadeia! Tudo o que escreveu foi copiado e difundido por internautas, gerando uma revolta sem precedentes nas redes sociais. O cara se f… bonito!

A grande verdade é que o tal de “MC Biel” cometeu tantos erros crassos em sua curta carreira que chego a pensar que ele incorporou o espírito de algum “sabotador de reputações” que vagava por aí à espera de algum otário bem caprichado. Ele foi mais um a não perceber que a relação entre aquilo que se diz nas redes sociais e como isso é recebido por um público cada vez mais retardado é totalmente diferente do que acontecia antes. E no pior sentido do termo.

Cada declaração desastrada que se dá ou qualquer atitude ‘fora dos padrões normais’ faz com que artistas percam quase imediatamente a sua identificação com um público cada vez mais moralista e lascivo ao mesmo tempo. Tudo gera revolta no Twitter, Facebook, Instagram, WhatsApp e o raio que nos parta…Uma doideira!

Na boa: não dá para ter qualquer traço de simpatia por um sujeito como Biel. O que ele ensinou a todos que querem desesperadamente alcançar algum tipo de sucesso é que não há espaço para canalhas no show business. Ainda mais com milhares de fãs vasculhando a vida de seus ídolos de barro.

Já vai tarde, Biel.