O Templo Hindu do Dubai abriu portas

Entre os convidados oficiais na abertura do Templo Hindu do Dubai esteve Sunjay Sudhir, o Embaixador da Índia nos Emirados Árabes Unidos. Quando questionado sobre o significado por detrás do templo, descreveu-o como: "um novo desenvolvimento maravilhoso". A inauguração deste novo templo no Dubai tem muito significado para a comunidade indiana". Acrescentou ainda: "Este templo em particular, [é] um templo muito bonito a nível estético, que é em si mesmo uma obra de arte". Também revelou que o templo abriga 16 divindades, assim como a sagrada escritura Sikh do Guru Granth Sahib.

Sunjay Sudhir é Embaixador da Índia nos EAU há um ano e, durante o seu mandato, assistiu à assinatura de um acordo de parceria abrangente entre os EAU e a Índia. Disse à Euronews: "Para a Índia, é o primeiro CEPA que assinámos nos últimos dez anos".

Também revelou: "Os nossos líderes também divulgaram o documento, o guião para o futuro sobre como gostariam que esta relação progredisse".

euronews
Templo Hindu do Dubai - euronews

A visão inclui energias renováveis, fintech , saúde, cooperação, e cooperação em matéria de segurança energética na área do investimento. Explicou: Hoje já temos cerca de 107 unicórnios na Índia e muitos destes são unicórnios efectivamente financiados pelos EAU. Portanto, tanto os EAU como a Índia sentem que, na realidade, é uma forte convicção de que ambos são parte integrante do futuro um do outro e que é por isso que os países se dão tão bem. E as pessoas também.

Ao falar sobre o seu papel como Embaixador da Índia nos EAU, explicou: "Só depois de vir aqui e de fazer parte desta relação e de me ter sido confiada a responsabilidade de gerir a relação como embaixador da Índia, é que percebi que há muito mais a fazer porque existe muita abertura, tanto aqui como na Índia. Existe muita coisa a acontecer. E eu percebi que o céu é o limite aqui".

Acrescentou que a sua carreira começou há cerca de 30 anos no Egito, onde fez a formação linguística em árabe, seguida de outro destacamento para a Síria e depois regressou a Deli. Depois disso, mudou-se para o Sri Lanka e, em seguida, para Genebra. Seguiu-se Sydney, depois tornou-se Embaixador nas Maldivas e agora nos Emirados Árabes Unidos. Declarou:"Por isso, percorri o globo e em papéis muito diferentes, mas tudo o mesmo, foi muito enriquecedor para mim, porque os horizontes têm sido muito abrangentes e coloridos”.