O vídeo do suposto saque em Tucumán, na Argentina, foi gravado em um protesto

Um vídeo viralizado desde, pelo menos, 29 de julho de 2022 mostrando uma multidão de pessoas, algumas correndo, foi gravado durante um protesto na província de Tucumán, na Argentina. A sequência foi compartilhada mais de 12.800 vezes nas redes sociais por usuários que afirmam que ela mostra saques. Mas isso é falso. O registro foi feito em 28 de julho na Ponte Lucas Córdoba, no leste da capital provincial, durante um dia de mobilização convocado por organizações sociais em várias cidades do país.

“Começou os saques na Argentina… O presidente apoiado pelo Lula, destruiu o país…”, diz uma das publicações compartilhadas no Twitter (1, 2), Facebook, TikTok e Kwai.

Captura de tela feita em 1° de agosto de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

Um conteúdo semelhante também circula em espanhol.

No Twitter, vários usuários responderam a postagens viralizadas em espanhol com a informação de que a sequência havia sido gravada na "Puente Lucas Córdoba", na província de Tucumán, em 28 de julho de 2022. Além disso, eles questionam ou negam diretamente que tenham ocorrido saques.

Uma comparação entre a captura de tela do vídeo viral e uma foto da Ponte Lucas Córdoba publicada no Google revela que a cena, de fato, foi gravada lá:

Comparação feita em 1º de agosto de 2022 entre um tuíte viral (E) e uma fotografia da Ponte Lucas Córdoba publicada pelo Google em 1º de junho de 2022 ( . / )

Uma busca no Twitter pelo termo em espanhol “Ponte Lucas Córdoba” levou a uma convocação do grupo Frente Popular Darío Santillán para um protesto na quinta-feira, 28 de julho, no local.

Inclusive, na mesma conta do Twitter, a organização publicou uma série de imagens da mobilização.

O dia de protesto foi noticiado pela mídia local e fez parte de uma série de manifestações que também encheram as ruas de Buenos Aires.

"[O vídeo] foi [gravado] durante o dia nacional de protestos das organizações sociais Marchas em todo o país. E também em Tucumán. Não tem nada a ver com saques", disse à AFP a Casa de Governo da província.

O vídeo mais antigo encontrado pela AFP nas redes sociais foi publicado no Facebook em 28 de julho de 2022 às 14h02, horário da Argentina. As imagens também apresentam melhor resolução do que nas demais publicações. A AFP entrou em contato com o usuário que o publicou, mas não recebeu resposta até a data de publicação desta verificação.

Nessa sequência, não se observa que quem corre carregue itens roubados.

Sobre o que aconteceu naquele dia na ponte Lucas Córdoba, o portal de notícias Telefe informou: "A Central de Trabalhadores e Trabalhadoras da Argentina Autônoma (CTAA) convocou para esta quinta-feira um dia nacional de assembleias para pedir ‘o salário universal e o aumento para aposentados’, entre outras reivindicações. Finalmente, a polícia despejou os piqueteiros e houve correria".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos