Presidente da OAB questiona participação de Bretas em evento com Crivella ao CNJ e à PGR

O juiz federal Marcelo Bretas (ao fundo de Bolsonaro, de óculos de sol) com Marcelo Crivella e o presidente em evento gospel. Foto: Reprodução

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Marcelo Bretas participou de culto evangélico no Rio, semana passada, com políticos citados por delatores da Lava Jato, como o prefeito Marcelo Crivella.

  • "Que imagem ele [Bretas] passa para a população, ao estar ao lado do prefeito, que foi citado em investigações sob sua alçada e que será candidato à reeleição?", pergunta Santa Cruz.

O presidente do conselho federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, reclamou da presença do juiz federal Marcelo Bretas em evento evangélico com políticos e religiosos, semana passada, ao presidente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Dias Toffoli, e ao procurador-geral da República, Augusto Aras.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A informação foi divulgada pelo blog do jornalista Guilherme Amado, da revista Época, segundo o qual, no culto a que o juiz da Lava Jato no Rio esteve presente, no sábado (15), estavam pessoas que têm ligação com os inquéritos sob sua alçada.

Leia também

No evento, por exemplo, o prefeito Marcelo Crivella, que se abraçou com Jair Bolsonaro, quando todos dançavam, e foi citado por dois delatores da operação: o ex-braço-direito de Eike Batista Flávio Godinho e o empresário de ônibus Lélis Teixeira.

Para o presidente da OAB, a aparição do juiz em evento do tipo afeta a imagem dele ante a opinião pública.

"O juiz Bretas fala que sua independência como juiz não foi prejudicada, mas que imagem ele passa para a população, ao estar ao lado do prefeito, que foi citado em investigações sob sua alçada e que será candidato à reeleição, disputando contra um candidato que é investigado por ele. Qual é a imagem que fica disso?", pergunta Santa Cruz, referindo-se a Eduardo Paes.

Bretas alegou não saber que Crivella estaria na inauguração da alça da Ponte Rio-Niterói.

"Eu não sabia que o prefeito estaria no evento, e isso não constou da agenda que recebi do cerimonial", disse.

A agenda do cerimonial não informava o nome de nenhum dos presentes.