Obama acusa Romney de prejudicar aposentados com políticas para ricos

O presidente americano, Barack Obama, acusou nesta quinta-feira seu adversário republicano Mitt Romney de querer favorecer "os milionários" em vez dos aposentados, no início de sua viagem de dois dias pela Flórida (sudeste).

Diante de centenas de simpatizantes em Jacksonville, norte da Flórida, estado crucial no mapa eleitoral, Obama voltou a defender sua ideia de permitir o fim dos benefícios fiscais impulsionados por seu antecessor, George W. Bush.

"Acredito que não podemos reduzir o déficit e atacar nossa dívida sem pedir (...) aos americanos mais ricos que abram mão dos cortes de impostos dos quais se beneficiaram nos últimos dez anos", proclamou o atual presidente, que busca a reeleição no dia 6 de novembro.

"Meu adversário não apenas quer manter estes benefícios fiscais, como também quer reduzir os impostos em 5 bilhões de dólares suplementares", o que beneficiaria "cada milionário no país", disse Obama.

"Para compensar isso, (Romney) pretende cortar coisas, como a formação profissional, as bolsas de estudo universitárias, e inclusive aumentar os impostos para a classe média, para vocês", disse Obama.

Nesta quinta-feira, o presidente recebeu um duro golpe devido aos preocupantes resultados de várias pesquisas, que revelam uma queda de sua popularidade e um avanço de Romney em um estado-chave.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias