Macron visitará a Rússia em maio a convite de Putin

Paris, 9 fev (EFE).- O presidente da França, Emmanuel Macron, viajará em maio para Rússia, a convite de seu colega russo, Vladimir Putin, o que representa a segunda visita do líder francês neste primeiro semestre depois de marcada para abril para os Estados Unidos.

Segundo informou nesta sexta-feira o Palácio do Eliseu, Macron e Putin mantiveram hoje uma conversa telefônica na qual o presidente francês pediu ao seu colega russo que "faça todo o possível para que o regime sírio freie a degradação insustentável" em Goutha Oriental, nos arredores de Damasco, e na cidade Idlib.

Macron expressou "preocupação" pelos indícios que indicam que o regime do presidente sírio, Bashar al Assad, usou armas químicas em "várias ocasiões" contra a população civil durante as últimas semanas e pediu a Moscou que se envolva para evitar estas situações.

O convite de Putin permite "prolongar" uma dinâmica positiva iniciada em maio de 2017 com a visita do dirigente russo ao Palácio de Versalhes, nos arredores de Paris.

Em sua viagem à Rússia, cujas datas não foram divulgadas, sabe-se que Macron participará de um fórum em São Petesburgo no qual a França é convidada de honra.

Sobre a crise da Ucrânia, o presidente francês ressaltou "a necessidade de fazer gestos concretos para acalmar a situação" e apaziguar "o sofrimento da população" através de "consolidação de um cessar-fogo imediato" para que se ajam as medidas humanitárias propostas pela França e Alemanha,

Segundo o presidente francês, os acordos de Minsk de 2015, nos quais a França é, junto com a Alemanha, fiador, estão "numa paralisação". EFE