Obama autorizou apoio secreto a rebeldes sírios

AFP2 de agosto de 2012
Rebeldes sírios operam bateria antiaérea em Atareb, na região de Aleppo

O presidente Barack Obama firmou um documento secreto autorizando o apoio dos Estados Unidos aos rebeldes sírios que combatem o regime do presidente Bashar al Assad, revela a imprensa americana nesta quarta-feira.

Obama assinou uma "disposição" especial que autoriza a ação secreta da Agência Central de Inteligência (CIA), segundo as redes de televisão NBC e CNN, que citam fontes não identificadas.

A Casa Branca rejeitou comentar a notícia, mas não descartou a ideia de que Washington está dando apoio aos rebeldes sírios que lutam contra as forças de Assad.

Washington já admitiu que oferece assistência médica e de comunicações aos rebeldes sírios, mas nega o fornecimento de armas, afirmando que seria contraproducente "militarizar" ainda mais o conflito.

Nesta quarta-feira, a missão da ONU na Síria confirmou que os rebeldes que combatem em Aleppo, a segunda cidade do país, têm tanques e armas pesadas.

"Os observadores confirmaram a informação segundo a qual a oposição tem armamento pesado, incluindo tanques, em Aleppo", onde os rebeldes e o Exército de Assad se enfrentam em uma "batalha crucial" há dias, informou o porta-voz Martin Nesirky.

Segundo a Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho Sírio, mais de 200 mil pessoas já fugiram de Aleppo.