Obama diz que vitória histórica levará Biden a enfrentar democracia em risco

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, parabenizou Joe Biden e Kamala Harris pela vitória na eleição, anunciada neste sábado (7). "Eu não poderia estar mais orgulhoso", disse Obama, em um comunicado publicado nas redes sociais. Para o ex-presidente, de quem Biden foi vice durante dois mandatos, o democrata está apto para enfrentar "desafios extraordinários" à frente da Casa Branca, que incluem "uma pandemia violenta" e uma "democracia em risco". Leia comunicado na íntegra: "Eu não poderia estar mais orgulhoso de parabenizar nosso próximo presidente, Joe Biden, e nossa próxima primeira-dama, Jill Biden. Eu também não poderia estar mais orgulhoso de parabenizar Kamala Harris e Doug Emhoff [marido de Kamala] pela inovadora eleição de Kamala como nossa próxima vice-presidente. Nesta eleição, sob circunstâncias nunca vividas, os americanos participaram [da votação] em números nunca vistos. E uma vez que cada voto seja contado, o presidente eleito Biden e a vice-presidente eleita Harris terão uma vitória histórica e decisiva. Nós temos sorte que Joe tenha o que é preciso para ser presidente e já se comporte dessa maneira. Porque quando ele entrar na Casa Branca em janeiro, enfrentará uma série de desafios extraordinários que nenhum novo presidente já teve —uma pandemia violenta, uma economia e um sistema de justiça desiguais, uma democracia em risco, e um clima em perigo. Eu sei que ele fará seu trabalho com os melhores interesses de cada um dos americanos em seu coração, se teve ou não o voto deles. Então eu encorajo cada americano a dar a ele uma chance e seu apoio. Os resultados da eleição em todos os níveis mostram que o país permanece profunda e amargamente dividido. Caberá não só a Joe e Kamala, mas a cada um de nós, fazer nossa parte —para ir além da nossa zona de conforto, para ouvir o outro, para baixar a temperatura e encontrar pontos em comum para seguirmos em frente, lembrando-nos todos de que somos uma só nação. Finalmente, eu quero agradecer a todos que trabalharam, organizaram e se voluntariaram pela campanha de Biden, cada americano que se envolveu à sua própria maneira, e todos os que votaram pela primeira vez. Seus esforços fizeram a diferença. Aproveitem este momento. E permaneçam engajados. Eu sei que pode ser exaustivo. Mas para que a democracia resista, é preciso manter nossa cidadania ativa e nosso foco nas questões —não apenas na temporada de eleições, mas em todos os dias. Nossa democracia precisa de nós mais do que nunca. E Michelle e eu estamos ansiosos para apoiar nosso próximo presidente e a primeira-dama da maneira que pudermos."