Governo grego afirma que carta-bomba contra FMI foi enviada da Grécia

Atenas, 16 mar (EFE).- O ministro de Proteção Cidadã da Grécia, Nikos Toskas, afirmou nesta quinta-feira que o envelope com explosivos que causou ferimentos em uma pessoa na sede do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Paris foi enviado de seu país.

Em entrevista à emissora privada de televisão "ANT1", Toskas revelou ainda que o remetente de dito envelope estava assinado com o nome de Vasilis Kikilias, porta-voz do partido opositor grego Nova Democracia.

O ministro não pôde confirmar mais relações entre esta carta-bomba e o envio do pacote com explosivos interceptado ontem no Ministério das Finanças da Alemanha, que estava dirigido ao ministro, Wolfgang Schäuble, e cujo envio foi atribuído à organização terrorista grega Conspiração dos Núcleos do Fogo. EFE