Obama recorda 11 de Setembro e adverte para novas ameaças

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
O presidente Barack Obama e a mulher, Michelle, fizeram nesta sexta-feira, nos jardins da Casa Branca, um minuto de silêncio para marcar o 14º aniversário dos ataques do 11 de Setembro, que deixaram cerca de três mil mortos
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lembrou nesta sexta-feira os atentados de 11 de setembro, no 14º aniversário dos ataques contra Nova York e Washington, e advertiu que a ameaça "terrorista" persiste.

"No Iraque, na Síria, no Afeganistão e na África do Norte há ameaças significativas procedentes de organizações terroristas", disse Obama na base militar de Fort Meade, em Maryland, no leste dos Estados Unidos.

Em um discurso retransmitido diretamente para diversas bases militares americanas, em todo o mundo, Obama destacou o "enorme progresso" na luta contra a Al-Qaeda, "mas temos consciência do fato de que as ameaças persistem", em referência aos jihadistas do grupo Estado Islâmico.

Obama, cuja estratégia na Síria é muito criticada por seus adversários republicanos, deplorou a atitude da Rússia a favor do presidente Bashar al-Assad, "destruidor de seu próprio povo" e que criou uma situação que atrai "os jihadistas de toda a região".

Considerando que Moscou não pode seguir apoiando o líder sírio e "continuar aplicando uma estratégia condenada ao fracasso", Obama conclamou seu homólogo russo, Vladimir Putin, a participar da busca de uma solução política na Síria.

Na manhã desta sexta, Obama participou de uma cerimônia que observou um minuto de silêncio nos jardins da Casa Branca, às 08H46 (09H46 Brasília), hora em que o primeiro avião sequestrado bateu em uma das torres do World Trade Center (WTC).

Os atentados de 11 de setembro de 2001 deixaram 3 mil mortos nos Estados Unidos, a maior parte no WTC.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos