Objetos escondidos por prisioneiros em Auschwitz são encontrados

Foto tirada em 20 de abril de 2020 mostra réplica da placa com a inscrição "O trabalho liberta" (Arbeit macht frei) da entrada do campo de concentração nazista de Auschwitz

Novos objetos escondidos pelos deportados foram encontrados no antigo campo de concentração nazista de Auschwitz, na Polônia, por ocasião de obras de restauração realizadas pela Áustria para uma nova exposição nacional.

Em 21 de abril, "encontramos colheres, facas, garfos, peças de sapatos" escondidas em uma calha de chaminé no bloco 17, disse nesta terça-feira à AFP a secretária-geral do Fundo Nacional Austríaco para as Vítimas do Nazismo, Hannah Lessing.

"Esses utensílios escondidos da SS podem ter sido usados para sapateiros, para preparar uma evasão, ou simplesmente para poder comer", disse Lessing, que indicou que os havia entregue ao departamento de conservação do museu de Auschwitz, para que possar dar uma ideia da vida no campo, que permanece parcialmente desconhecida, apesar dos objetos encontrados nas últimas décadas.

A Áustria realiza atualmente obras de restauração neste grande armazém de tijolos de dois andares, que abriga no térreo sua exposição permanente desde 1978, que será completamente remodelada até 2021.

O antigo campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, erguido pelos nazistas para executar sua política de "solução final" para exterminar os judeus da Europa, abriga um museu desde 1947.