Obra é embargada após 5 crianças serem achadas mortas em vala

Obra foi embargada após crianças serem encontradas - Foto: Getty Images
Obra foi embargada após crianças serem encontradas - Foto: Getty Images
  • Obra foi embargada em Formosa do Rio Preto após as crianças serem encontradas mortas

  • O caso aconteceu em uma construção em propriedade do grupo Doalnara

  • Polícia ainda investiga das possíveis causas das mortes

O Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA) anunciou nesta sexta-feira (13) o embargo de uma obra na cidade de Formosa do Rio Preto, oeste do estado, após cinco crianças terem sido encontradas mortas em uma vala.

Segundo informações do G1, a decisão partiu de auditores do Ministério do Trabalho e Previdência Social, após a localização dos corpos no fim do mês passado no bairro Vila dos Coreanos.

Os funcionários foram até o local no início da semana, realizaram uma inspeção e definiram o embargo na propriedade do grupo Doalnara, especializado na produção de alimentos orgânicos.

Apesar da propriedade, a obra era de responsabilidade da Cooperativa Agrícola de Formosa do Rio Preto.

Com o embargo, os responsáveis devem paralisar imediatamente a obra e providenciar o isolamento completo da área para que ninguém tenha acesso ao local.

Polícia investiga as mortes

O MPT-BA abriu na semana passada um inquérito para investigar as mortes das cinco crianças. No último dia 29, as vítimas teriam saído para brincar e foram encontradas momentos mais tarde na vala.

O órgão trabalha com três hipóteses como possíveis causas para as mortes: acidente, trabalho infantil ou negligência.

Duas das vítimas tinham 11 anos, outras duas, 7, e a quinta, 6. Elas estudavam na rede do município, que decretou luto oficial de três dias pela tragédia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos