Oceanos tem Jeferson Tenório, Cristovão Tezza e Mia Couto como finalistas

·2 min de leitura
SÃO PAULO, SP, 21.09.2019 - O escritor moçambicano Mia Couto. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 21.09.2019 - O escritor moçambicano Mia Couto. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Itaú Cultural e a organização do Oceanos divulgaram os dez finalistas de 2021 do prêmio de literatura em língua portuguesa. Das dez obras literárias escolhidas, oito são romances. Completam a lista um livro de contos e um livro de poemas.

A literatura brasileira está representada pelos romances "A Tensão Superficial do Tempo", de Cristovão Tezza; "Fé no Inferno", de Santiago Nazarian; "Maria Altamira", de Maria José Silveira; "O Ausente", de Edimilson de Almeida Pereira; e "O Avesso da Pele", de Jeferson Tenório.

"Pessoas Promíscuas de Águas e Pedras", o volume de contos de Thais Lancman, finaliza a participação de obras brasileiras.

Os dois livros portugueses entre os escolhidos são "Inferno", obra de poesia de Pedro Eiras, e "O Osso do Meio", romance de Gonçalo M. Tavares.

"O Mapeador de Ausências", obra de Mia Couto, completa a seleção juntamente com "O Plantador de Abóboras", romance do timorense Luís Cardoso. Será a primeira vez em que um autor de Timor Leste figura entre os finalistas do prêmio.

Participaram do júri que classificou os dez livros as professoras Beatriz Resende, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e Eliane Robert Moraes, da Universidade de São Paulo, além dos poeta Fábio Weintraub e Ricardo Aleixo, entre outos professores, críticos e autores dos países lusófonos.

Para a etapa final, figuram entre os jurados nomes como o da angolana Ana Paula Tavares, os brasileiros Itamar Vieira Junior, Julián Fuks, Maria Esther Maciel e Veronica Stigger, e os portugueses António Guerreiro e Golgona Anghel.

Dos três livros premiados, o primeiro colocado receberá R$ 120 mil; o segundo, R$ 80 mi; e o terceiro, R$ 50 mil.

O Oceanos é realizado através da Lei de Incentivo à Cultura, e conta com o patrocínio do Banco Itaú, além de apoio institucional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, a CPLP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos