Ofensiva do general Haftar para recuperar a cidade líbia de Benghazi

Miliciano armado em Benghazi

As tropas leais ao general Khalifa Haftar iniciaram uma ofensiva nesta quarta-feira para tentar reconquistar a cidade de Benghazi (leste da Líbia), que está sob controle de milícias islamitas, afirmaram testemunhas.

Durante a manhã era possível ouvir tiros e explosões em vários pontos da cidade.

De acordo com testemunhas, vários tanques iniciaram uma ofensiva contra a "Brigada de 17 de Fevereiro", uma milícia islamista, e forças aéreas executavam ataques contra a milícia.

Haftar afirmou na noite de terça-feira que suas forças paramilitares estavam prontas para "libertar" a cidade de Benghazi dos grupos "terroristas" islâmicos.

Combates sangrentos ocorrem diariamente entre as forças do general Haftar e o Conselho Shura dos Revolucionários de Benghazi, coalizão de milícias islâmicas liderada por Mohamed al Zehawi, chefe da Ansar Asharia.

Haftar, que afirma dirigir o autoproclamado "Exército Nacional Líbio", advertiu que as "próximas horas e dias serão difíceis".

O general Haftar lançou em maio a chamada operação "Dignidade" contra grupos "terroristas" em Benghazi, que não teve sucesso até o momento.