Bolívia detém três brasileiros e um boliviano por narcotráfico

La Paz, 24 abr (EFE).- A Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico (FELCN) da Bolívia deteve três cidadãos brasileiros e um boliviano que tentavam levar cocaína desde três aeroportos do país ao Brasil, anunciou nesta segunda-feira o ministro de Governo (Interior), Carlos Romero, em entrevista coletiva.

O ministro detalhou que a polícia deteve dois cidadãos brasileiros de 30 e 32 anos no aeroporto de El Alto, uma mulher brasileira de 42 no aeroporto de Cochabamba (centro) e um boliviano de 43 em Trinidad (nordeste) no domingo.

Os detidos tentavam transportar em sua bagagem e mediante procedimentos similares um total de 6,5kg de cocaína ao Brasil, depois de aterrissar no terminal aéreo da cidade boliviana de Guayaramerín, na fronteira entre os dois países.

Segundo Romero, as quatro pessoas pertencem à mesma organização criminosa, algo decoberto pelas autoridades depois de identificar que a mesma pessoa comprou todas as passagens de avião.

A FELCN detalhou que estas detenções são fruto de uma série de operações denominadas "Fronteira sul", onde entre 21 de abril e 23 de abril foram confiscados um total de 61 quilos de pasta base de cocaína e 9,8 quilos de cocaína como produto terminado.

Além disso, a FELCN incinerou cultivos de maconha equivalente a 900 quilos e confiscou 35,9 quilos de maconha pronta para a venda.

Segundo a informação, a FELCN também destruiu um laboratório de purificação e 27 de produção de cocaína. EFE