Off Rio: Veja como será o réveillon nas cidades mais badaladas do RJ; Búzios espera meio milhão de turistas

·4 min de leitura

RIO — Nem só em Copacabana se comemora o Ano Novo no Rio, apesar de ser o ponto mais badalado das viradas. Famosas por atrair grande quantidade de pessoas em datas comemorativas, outras cidades turísticas do estado também se organizam para receber 2022. Segundo pesquisa divulgada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH), a cidade com maior índice de ocupação hoteleira é Angra dos Reis (97%).

Outros municípios do interior do Rio caminham para um alto índice de ocupação nos meios de hospedagem, que já alcançava 91,25% nesta terça-feira. Angra dos Reis é seguida de perto por Cabo Frio e Paraty, ambas com 96%. Búzios está em terceiro lugar, com 94,80%, e Arraial do Cabo em quarto, com 93,60%.

Enquanto alguns municípios optaram por não lançar uma programação oficial de réveillon, devido à pandemia, outros se preparam para receber muitos turistas, com festa.

Primeiro lugar em ocupação de hotéis, Angra dos Reis terá queima de fogos em 11 bairros e shows na virada. Para assistir às apresentações, que serão realizadas na Praia do Anil e na Ilha Grande, não será necessário mostrar comprovante de vacinação. Também serão montados palcos em outros cinco pontos da cidade: Parque Mambucaba, Vila Histórica de Mambucaba, Frade, Bonfim e Monsuaba.

A festa em Angra começa com o réveillon e termina com o aniversário de 520 anos da cidade, passando pela chegada da tradicional Procissão Marítima, que chega à sua 43ª edição no dia 1º. Ao todo, serão cinco dias de shows na Praia do Anil e na Ilha Grande, até o dia 8 de janeiro. O cantor Gabriel O Pensador e a banda Jota Quest estão entre as atrações.

Búzios

Dois dias antes da virada, a ocupação de quartos de hotel em Búzios já chega a 95%. A prefeitura espera cerca de meio milhão de pessoas para o Ano Novo na cidade, que está aberta aos turistas. Haverá queima de fogos em cinco pontos da cidade: Tucuns, Geribá, Manguinhos, Centro e Rasa.

O município de Búzios deu autonomia aos estabelecimentos, para que decidam como fiscalizar e implementar ações relacionadas à Covid-19. Para garantir a segurança, foi montada uma força-tarefa com viaturas dos setores Patrulha Maria da Penha, Ronda Ostensiva Municipal Urbana (ROMU), Guardas Mirins, Ambiental e Patrimonial.

Cabo Frio

A Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer da cidade de Cabo Frio espera a circulação de ao menos 800 mil turistas no réveillon. Há programação de queima de fogos na Praia do Forte, mas não serão montados palcos e, este ano, não há apresentações musicais no município. No entanto, segundo a prefeitura, mesmo sem os shows, não será permitida a circulação de veículos nas duas pistas da Avenida Litorânea e da Avenida Macário Pinto Lopes, bem como as ruas do entorno, das 5h do dia 31 até as 7h do dia 1º.

Com previsão de ocupação hoteleira em torno dos 95%, Cabo Frio inaugurou, nesta quarta-feira, um novo quiosque de apoio à Guarda Municipal, para reforçar a segurança na virada. O novo grupamento de praia da Guarda contará com 35 agentes.

Neste ano, o réveillon de Arraial do Cabo terá apenas a queima de fogos, que será realizada em três pontos: Praia Grande, Monte Alto e Figueira. Os artefatos para o show da Praia Grande ficarão posicionados no Morro do Vigia. O espetáculo pirotécnico terá 13 minutos de duração. Em Monte Alto e Figueira, a instalação ficará às margens da Laguna de Araruama e o show terá 10 minutos duração.

Segundo a prefeitura, há expectativa de aproximadamente 250 mil pessoas circulando pela cidade no período do Ano Novo, que terá esquema especial, com três Postos de Informações Turísticas abertos com equipes de plantão.

Em Paraty, haverá shows e queima de fogos em seis pontos do município. O decreto em vigor na cidade exige que seja apresentado comprovante de vacinação ou teste negativo para a Covid-19. A regra vale para todos os visitantes e funcionários de estabelecimentos. Segundo a prefeitura, a ocupação dos hotéis chega a 95%.

Como medida de segurança, todo o contingente da Polícia Militar e da Guarda Municipal estão mobilizados para a noite da virada.

Em Teresópolis, na Região Serrana do estado, não haverá programação oficial para o Ano Novo. Com relação à presença de turistas e lotação de hotéis, a prefeitura do município esclareceu que continua seguindo o decreto vigente sobre o controle da rede hoteleira, que dispensa a apresentação de comprovante de vacinação para entrar nos locais. Além disso, a cidade incentiva a preservação de medidas sanitárias, como o uso obrigatório de máscaras nas ruas, espaços públicos e locais fechados, e orienta o distanciamento social.

Festas na virada também não são tradicionais na cidade vizinha, Petrópolis, mas, ainda assim, o município é uma opção para quem deseja curtir o réveillon com mais tranquilidade. De acordo com dados informados pela prefeitura, a ocupação dos hotéis entre os dias 31 de dezembro e 2 de janeiro já chega a 81,4%.

Os estabelecimentos da região tem autorização para funcionar com 100% da capacidade. O comprovante de vacinação, no entanto, é apenas recomendado — e não obrigatório — pelas autoridades sanitárias, assim como o uso de máscaras e distanciamento social.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos