Oficial preso por matar casal de idosos no Rio é transferido para Hospital da Marinha

Acusado pelo assassinato do casal de idosos, a facadas, na Zona Sul do Rio de Janeiro, Cristiano da Silva Lacerda foi transferido para o Hospital Naval Marcílio Dias, em Lins de Vasconcelos. Cristiano é oficial da Marinha, mas tinha sido levado do apartamento onde foi cometido o crime, na madrugada deste sábado, para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. Ele foi encontrado ferido dentro da cama-baú do quarto de Felipe Coelho, seu ex-namorado e filho do casal morto. Mas seu estado era considerado estável, segundo a Secretaria municipal de Saúde.

A Marinha ainda não deu detalhes sobre sua situação atual.

Felipe e Cristiano namoraram por cerca de dois anos, mas segundo Felipe, tinham terminado no último carnaval, em abril, quando ele foi agredido pelo então parceiro com um tapa no rosto e um soco no peito. Eles teriam continuado a morar juntos, enquanto Cristiano procurava outro lugar. Desde o dia 17, os pais de Felipe, Oselia e Geraldo Coelho, que moravam em Fortaleza, estavam o visitando no Rio e no mesmo apartamento. Durante uma ida de Felipe a um evento fora de casa, o crime ocorreu.

O casal de idosos teria sido encontrado morto no sofá, onde dormiam. Cristiano saiu do apartamento desacordado, numa cadeira de rodas. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos