Oito em cada dez pais querem vacinar os filhos de 5 a 11 anos contra a Covid, mostra pesquisa do governo de SP

·2 min de leitura

SÃO PAULO – Uma nova pesquisa realizada em São Paulo lança luz sobre o futuro da vacinação contra a Covid-19 de crianças com idades entre 5 e 11 anos – grupo para o qual a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o uso de uma versão adaptada da vacina da Pfizer. De acordo com o levantamento, 84% dos paulistas responsáveis por meninos e meninas planejam vaciná-los.

Preparada pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados de São Paulo, o Seade, a pesquisa ainda mostra que as mulheres (89%) têm mais propensão do que os homens a levar as crianças para vacinação (76%).

A taxa também varia entre regiões do interior e na Região Metropolitana da cidade de São Paulo. Na primeira, os que pretendem vacinar os filhos são 81%, enquanto na segunda a taxa é de 87%. Numa média geral, todo o estado se concentra em 84%.

As pessoas vacinadas também são muito mais propensas a estender a imunização contra a Covid-19 às crianças. Entre os que receberam três doses, a resposta positiva para a vacinação dos meninos e meninas é de 91%, entre os não vacinados esse número despenca para 11%.

Os mais escolarizados aderem menos à vacinação de crianças de 5 a 11 anos. O estudo mostra que entre os que têm até, no máximo, o ensino fundamental a intenção de vacinar os pequenos chega a 90%, em outra mão, os que têm ensino superior são 74%.

Diferentes rendas apontam, inclusive, para diferentes decisões. Enquanto os que ganham até um salário mínimo, têm 90% de adesão da vacinação para as crianças, os que recebem mais de 3 salários mínimos têm essa taxa reduzida para 71%.

Em todo o estado de São Paulo, planeja-se vacinar 4,3 milhões de crianças com idades entre 5 e 11 anos. O intervalo entre as doses será de três semanas. Para que o imunizante, porém, chegue aos braços de meninos e meninas é preciso que as vacinas específicas para o público pediátrico da Pfizer desembarquem no país.

Segundo a Pfizer, o primeiro avião — com 1,2 milhão de aplicações para crianças a serem distribuídas para todo o Brasil — vai desembarcar no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, na próxima quinta-feira, às 3h40.

A pesquisa do Seade contou com 1.127 entrevistas realizadas por telefone, por meio de um sistema informatizado, no dia 6 de janeiro deste ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos