Oito entre dez crianças que ingerem açúcar têm cáries

·1 min de leitura

A saúde bucal é extremamente importante, principalmente para as crianças. E os pais precisam ficar atentos, pois alguns alimentos acabam se tornando “inimigos” dos dentes dos pequenos. É o que mostrou um estudo publicado na “Revista Gaúcha de Odontologia” e divulgado pela Agência Bori. Segundo os pesquisadores, a alta frequência de ingestão de açúcar é um fator de risco para o aparecimento de cáries na primeira infância. As informações são da revista “Crescer”.

Durante o estudo, 80% dos bebês atendidos em uma clínica odontológica em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, ingeriam alimentos açucarados como parte da rotina alimentar. Apenas 36 de 86 prontuários continham informações sobre cárie na primeira infância, porém a doença bucal foi encontrada em 86,2% da amostra.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que até os 2 anos de idade a criança não ingira açúcares. A especialista explica que nesse período ainda não nasceram todos os dentes de algumas crianças, no entanto, muitas já foram diagnosticadas com cáries, o que é muito prejudicial.

— O açúcar ingerido vira rapidamente ácido para as bactérias, o que torna fator de risco para o surgimento da cárie dentária — alerta.

Outro dado preocupante é que muitos pais acabam levando seus filhos a um dentista não de maneira preventiva, mas quando a criança se queixa de dores ou quando o dente já está escurecido. As crianças com cáries na primeira infância são três vezes mais propensas a serem adultos com essa doença de forma permanente, o que afeta a qualidade de vida do indivíduo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos