Olimpíada: Lesão de Macris preocupa, mas Brasil mostra força para encaminhar classificação no vôlei contra o Japão

·1 minuto de leitura

Em mais uma demonstração de força, o Brasil derrubou o Japão e encaminhou sua classifcação no vôlei feminino. Com a vitória por três sets a zero, as meninas agora ocupam a segunda colocação da chave A, atrás apenas da Sérvia, adversária do próximo sábado.

O Brasil não teve dificuldades para despachar as donas da casa. Superior nas partes físicas e técnicas, as comandadas de Zé Roberto foram comandadas novamente por Fernanda Garay. Pelo terceiro jogo consecutivo, a ponteira de 35 anos terminou como maior pontuadora brasileira. Desta vez, empatada com Carol, ambas com 13 pontos.

Gabi, autora de 11 pontos, voltou a fazer grande jogo. O Brasil controlou a partida desde o primeiro set, foi muito bem no bloqueio e no saque para explorar os erros de ataque das japonesas. Foram 12 pontos em erros das japonesas e incríveis 16 em bloqueios brasileiros.

O momento de mais apreensão veio no terceiro set, quando a levantadora Macris sofreu uma lesão no tornozelo direito ao virar o pé em quadra. A camisa 8 deixou a quadra carregada e apreensiva, mas se tranquilizou posteriormente. A atleta passará por exames detalhados para entender a extensão da lesão. Roberta, que já vinha atuando regularmente na inversão e na substituição simples de levantadoras, assumiu a posição até o fim da partida.

O Brasil volta à quadra na madrugada de sábado, às 4h05, contra a líder Sérvia. Depois, fecha sua participação na fase inicial contra o Quênia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos