Olimpíadas: Brasil ultrapassa 300 atletas em Tóquio e supera expectativas do COB

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio já estão na história do esporte brasileiro antes mesmo de começar. O Brasil terá a maior delegação em uma Olimpíada fora de casa e acima da expectativa divulgada pelo COB, que previa entre 250 e 300 atletas. No início da semana, o Time Brasil já havia superado a marca de Pequim-2008, com 277 atletas em 32 modalidades, o recorde até então. Com as confirmações dos últimos dias, como o aumento do número de convocados das seleções de futebol de 18 para 22, a equipe nacional já soma 308 participantes em 33 esportes, de um total de 46.

O número pode ser ainda maior. A seleção masculina de basquete disputa a seletiva olímpica em Splitz, na Croácia. No sábado, o time enfrenta o México na semifinal. Apenas o campeão, que sairá domingo, garante vaga. Se conseguir, serão mais 12 jogadores.

Além do basquete, há vagas de última hora que podem surgir por índice olímpico no golfe, no levantamento de peso e no tênis. No último caso, para Thiago Wild, 126º no ranking mundial, entrar, alguns tenistas teriam de desistir de participar, algo que tem sido comum.

— Ainda podemos ter algumas atualizações antes do número final da delegação, mas já é representativo termos alcançado o maior número de atletas em uma edição dos Jogos fora do país, ainda mais dentro do atual contexto de pandemia — disse o presidente do COB, Paulo Wanderley.

Segundo o COB, a conquista de mais vagas não tiveram a ver com algum tipo de queda nos índices olímpicos por causa do período da pandemia:

—Todos os esportes sofreram impactos com o adiamento dos Jogos, mas entendemos que as seletivas foram disputadas em alto nível e o Brasil, por seus méritos, conquistou as vagas.

Das 308 vagas atuais nem todas elas já têm dono garantido. Algumas modalidades ainda não divulgaram todos os nomes, como a seleção olímpica masculina de futebol. Os jogadores começaram a se apresentar nesta quinta-feira em São Paulo ainda sem saber quem serão os outros quatro atletas extras. No feminino, a técnica Pia Sundhage já havia convocado quatro suplentes, que agora serão incorporadas definitivamente ao elenco

Qualquer que seja o número final, Tóquio já pode ser considerado um marco para o Brasil. É um salto, até agora, de 10% em relação à edição chinesa, e de 16% em relação à inglesa.

O Rio-2016 não serve de parâmetro, pois, por ser sede do evento, o país tinha vagas garantidas. Para chegar ou superar o número de 465 atletas numa única edição olímpica, há um longo caminho para o esporte brasileiro ter atletas com índice em praticamente todas as modalidades.

O recorde do Brasil contou com a ajuda do atletismo. Tóquio vai receber o maior número de atletas do esporte numa edição fora do país — no Rio, foram 67. Com os 51 competidores, o o grupo é maior do que aqueles que foram a Londres-2012 (36) e a Pequim-2008 (45). O anúncio oficial, no entanto, contou com 52 atletas. Mas, logo depois, Fernanda Borges, do lançamento do disco, foi suspensa, provisoriamente, ontem por doping do anabolizante Ostarine. Ainda cabe recurso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos