Olimpíadas (dias 22/23): Brasil tem estreia de primeira arqueira negra, e remo abre classificação com Lucas Verthein

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O terceiro dia de Jogos Olímpicos reserva algumas estreias de brasileiros. No Remo, Lucas Verthein inicia a classificatória, enquanto o Tiro com Arco conta com a presença de Ane Marcelle, a primeira arqueira negra da história do país, e Marcus D'Almeida, que chegou a pensar em se aposentar após a Rio-2016. De qubra, a Cerimôniaa de Abertura está marcada para acontecer às 8h (de Brasília) do dia 23. Confira a tabela:

Calendário do Brasil

Remo (Lucas Verthein):Tiro com Arco (Ane Marcelle):Tiro com Arco (Marcus D'Almeida):Tiro com Arco: Cerimônia de abertura Tóquio 2020:

Lucas Verthein é esperança no Remo

Partida: Data:Horário:Local:

Único representante do Brasil classificado para o Remo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Lucas Verthein Ferreira estreia no Skiff Individual (Mx1). Ele conquistou a vaga após atingir índice na Regata Continental de Qualificação Olímpica e Paralímpica na Lagoa, no Rio de Janeiro.

Lucas Verthein venceu as três provas do Pré-Olímpico, eliminatórias, semifinais e finais. Com uma participação sólida na competição, ele que é o único latino-americano com medalha em um Mundial Júnior (2016, Rotterdam, Holanda).

— A ansiedade está bem alta. Acredito que, especialmente, pela pouca idade que eu tenho, estar indo representar meu país como o único atleta da minha modalidade também é algo que me deixa ansioso. Mas ao mesmo tempo é um estímulo incrível. Sempre treinei para momentos assim. Estou preparado para isso — afirmou Verthein.

Lucas tem apenas 23 anos e já totaliza mais de 80 vitórias em diversas provas do remo. Antes de embarcar para Tóquio, o remador já havia garantido que a reta final de preparação estava intensa e a ideia era de chegar ao Japão na melhor forma física.

Ane Marcelle estreia no Tiro com Arco

Partida:Data: Horário:Local:

A arqueira Ane Marcelle dos Santos estreia neste dia 22 nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela conquistou a vaga no tiro com arco ao vencer o Pan-Americano da modalidade, em Monterrey, no México e pode se orgulhar de ser a primeira arqueira negra a disputar uma Olimpíada pelo país. A fase atual é de ranqueamento, que começa às 21h (de Brasília).

Esta será a segunda Olimpíada da carreira de Ane Marcelle dos Santos, que nos Jogos Rio-2016 passou por duas rodadas e chegou às oitavas de final, quando acabou sendo eliminada pela britânica Naomi Folkard. O resultado foi o melhor do Brasil na história da modalidade em Jogos Olímpicos.

— Na Rio 2016 eu aprendi muito, eu amadureci bastante pra chegar nessas olimpíadas agora e rebater o meu objetivo. Porque o meu objetivo na Rio 2016 foi passar um combate, então eu espero que agora em Tóquio eu possa chegar na semifinal, para poder estar disputando essa medalha inédita para o Brasil — projeta a arqueira.

Além de Ane Marcelle, o Brasil também tem Marcus Vinícius D'Almeida classificado para Tóquio. Ele estreia no dia 23 e conquistou vaga com a medalha de prata dos jogos Pan-Americanos de Lima em 2019. Ele também foi prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de Nanquim-2014 e disputou a Olimpíada na Rio-2016.

Partida:Data: Horário:Local:

— Passei por momentos difíceis de resultados como 2016, mas sempre soube que esse era meu sonho e meu trabalho — analisou o atleta, que quase pensou e deixar o tiro com arco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos