Olinda divulga programação do 'Carnaval dos Sonhos' e anuncia noite dedicada ao brega

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.01.2019 - Ensaio de bloco nas ruas de Olinda, em Pernambuco, para o Carnaval. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.01.2019 - Ensaio de bloco nas ruas de Olinda, em Pernambuco, para o Carnaval. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

OLINDA, PE (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de Olinda divulgou nesta quinta (19) a programação da folia na cidade, cujo tema neste ano é "Olinda, Carnaval dos Sonhos".

O Carnaval retorna às ladeiras da cidade após dois anos de hiato em razão da pandemia de Covid-19. Uma das novidades da festa é o brega pernambucano, que terá mais espaço na grade de programação.

"Faltam palavras para externar nossa alegria para a grande retomada desta festa que já vem acontecendo nas prévias, que é o maior Carnaval do mundo. Estamos mais do que preparados para fazer o maior Carnaval da história de Olinda", disse o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (Solidariedade), durante entrevista coletiva na sede do Executivo municipal.

O reencontro com os foliões começa na quinta-feira -dia 16 de fevereiro de 2023-, conforme a tradição de Olinda, com o cortejo do Homem da Meia-Noite, a partir das 18h. Junto ao calunga estarão os bonecos da Mulher do Dia e do Menino da Tarde. O percurso vai da sede da Prefeitura de Olinda até o Pátio do Carmo.

No palco principal, ainda na quinta, haverá quatro apresentações, incluindo as do cantor pernambucano Alceu Valença e de Elba Ramalho, paraibana que é presença constante no Carnaval do estado. Também haverá espetáculos da família Salustiano e da Orquestra Henrique Dias com Lú Maciel.

Na sexta de Carnaval (17), a noite será dedicada ao brega. Priscila Senna, Raphaela Santos a Favorita, Banda Sentimentos, Dany Miller e Conde Só Brega se apresentam na praça do Carmo, a partir das 18h.

"Nosso Carnaval é democrático e tem espaço para todos os segmentos", afirmou a secretária de Patrimônio, Cultura e Turismo de Olinda, Gabriela Campêlo.

Entre o sábado (18) e a quarta-feira de Cinzas (22), orquestras de frevo, blocos e troças desfilam pelas ladeiras de Olinda, cidade que é Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.

Repetindo os carnavais pré-pandemia, os homenageados serão escolhidos por voto popular, depositados em urnas itinerantes entre esta quinta-feira (19) e o próximo dia 25, quando o resultado será divulgado.

Entre os candidatos a homenageado em vida estão o maestro Oséas, a cantora Dona Glorinha do Coco, o passista Mestre Tonho das Olindas, o cantor Rogério Rangel e Seu Abílio, do bloco Velho do Cariri.

Na lista dos candidatos que já faleceram estão o cantor e ativista cultural Guitinho da Xambá, o porta-estandarte Porquinho, o fundador do bloco carnavalesco Boi da Macuca, Zé da Macuca, o porta-estandarte da Troça Carnavalesca Ceroulas de Olinda, Pedro Sapateiro e Dona Janete, integrante do Maracatu Leão Coroado.

Serão eleitos dois homenageados -um em vida e outro in memorian. Os mais votados serão os homenageados oficialmente.