Omar Aziz promete que CPI seguirá trabalhando no recesso: “Não teremos sessões, mas não vai parar”

·1 minuto de leitura
Omar Aziz terá reunião com outros membros da CPI nesta sexta para programar trabalhos em agosto (Foto: Reprodução)
Omar Aziz terá reunião com outros membros da CPI nesta sexta para programar trabalhos em agosto (Foto: Reprodução)
  • Omar Aziz garantiu que, mesmo sem sessões, CPI da Covid continuará funcionando

  • Recesso vai até o fim de julho e oitivas devem ser retomadas no dia 3 de agosto

  • CPI da Covid ainda deve ouvir Ricardo Barros e Francisco Maximiano

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), garantiu que os trabalhos da comissão vão continuar durante o recesso parlamentar. Não haverá sessões e inquirições, mas os senadores devem se reuniur no período.

“Pesquisa do DataSenado aponta que 73% dos brasileiros avaliam que as vacinas foram compradas mais tarde do que deveriam. A CPI investiga sim as razões desta demora e vamos apurar as responsabilidades. Não teremos sessões, mas a CPI não vai parar durante o recesso”, afirmou Aziz.

Leia também:

Segundo o presidente da CPI da Covid, nesta sexta-feira (16) será feita uma reunião para traçar o planejamento para o reinício da comissão em agosto.

O recesso parlamentar vai até 31 de julho. As sessões da CPI devem ser retomadas em 3 de agosto. Ainda há pessoas importantes para serem ouvidas, como o líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), e o CEO da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano.

Na última quarta-feira (14), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), aprovou que a CPI da Covid seja prorrogada por 90 dias. A decisão foi tomada após um requerimento do vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos