Ômicron afasta empresas do CES 2022; GM e Google ampliam lista

·2 min de leitura
Apesar dos cancelamentos feitos por alguns grandes nomes, funcionários do CES disseram que o evento de 2022 ainda será realizado presencialmente (Pavlo Gonchar/Getty Images)
Apesar dos cancelamentos feitos por alguns grandes nomes, funcionários do CES disseram que o evento de 2022 ainda será realizado presencialmente (Pavlo Gonchar/Getty Images)
  • Funcionários do CES garante celebração presencial em 2022

  • Diversas empresas participarão remotamente do evento

  • Ômicron desencadeou novas restrições em muitos países

Mais empresas anunciaram que não estarão presentes no CES (Consumer Electronics Show) 2022. General Motors, Alphabet Inc. da Google e sua empresa de tecnologia automotiva autônoma Waymo, declararam que não irão ao evento - marcado para o início do próximo mês, em janeiro, na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos - devido ao aumento das infecções por COVID-19.

Leia também:

Apresentação remota

A presidente-executiva da GM, Mary Barra, estava programada para fazer um discurso na conferência anual em 5 de janeiro, durante a qual a empresa mostraria sua picape elétrica Silverado pela primeira vez. Barra, no entanto, ainda fará o discurso e a apresentação remotamente, segundo um porta-voz. “Decidimos mudar para uma abordagem totalmente digital com nossa ativação na CES 2022 em janeiro”, disse a montadora dos EUA em um comunicado.

“Continuamos com nossos planos em 5 de janeiro para compartilhar as notícias importantes da empresa, incluindo a revelação do Chevrolet Silverado EV.” Um porta-voz do Google disse em um comunicado que “após cuidadosa consideração, decidimos não ter uma presença no salão de exposições do CES 2022”, acrescentando que o Google continuaria a “identificar e apoiar oportunidades virtuais”.

Evento presencial continua

Funcionários do CES disseram que o evento ainda será realizado presencialmente de 5 a 8 de janeiro com “fortes medidas de segurança em vigor”, incluindo requisitos de vacinação, mascaramento e disponibilidade de testes COVID-19. A Waymo, por sua vez, disse em um blog que espera participar virtualmente se possível no evento de Las Vegas, que tradicionalmente atrai mais de 180 mil pessoas de todo o mundo para discutir tecnologias emergentes e festejar durante a noite com contatos de negócios. A TikTok, de propriedade da ByteDance, disse que realizará um evento virtual para parceiros e anunciantes.

A Intel foi outra a adotar cautela e minimizar o número de funcionários na CES: “a saúde e a segurança de nossos funcionários, parceiros e clientes são sempre uma das principais prioridades”, disse a fabricante de chips. “Nossos planos para a CES passarão para uma experiência ao vivo que prioriza o digital, com uma equipe mínima no local”. Várias outras empresas, incluindo a Meta, Twitter, Lenovo, AT&T e Amazon do Facebook, abandonaram os planos de atendimento presencial no início desta semana, dizendo que não enviariam funcionários por precaução com a disseminação da Ômicron.

Variante Ômicron

A nova variante do COVID-19 foi detectada pela primeira vez no mês passado em Hong Kong e no sul da África, gerando preocupações globais sobre uma nova versão do vírus que está se espalhando rapidamente. As infecções por coronavírus aumentaram em qualquer lugar onde o Ômicron altamente infeccioso se espalhou, desencadeando novas restrições em muitos países.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos