Ômicron "esvazia" Toy Fair, maior feira de brinquedos do Ocidente

·3 min de leitura
Por conta da pandemia, Toy Fair perdeu sua primeira exposição em 118 anos, em 2021 (REUTERS/Eduardo Munoz)
Por conta da pandemia, Toy Fair perdeu sua primeira exposição em 118 anos, em 2021 (REUTERS/Eduardo Munoz)
  • Walmart, Target e Amazon, já anunciaram que não estarão presentes

  • Organização garante presença de Lego e Mattel

  • Toy Fair será realizada em Manhattan de 19 a 22 de fevereiro

Quer saber como deixar um Ursinho Carinhoso chorando e uma Peppa Pig triste? De acordo com o portal The New York Post, é só deixar a maior feira de brinquedos do Hemisfério Ocidental vazia. Algo que já aconteceu em 2021 - onde, pela primeira vez em 118 anos, a Toy Fair não foi realizada -, e que pode voltar a acontecer neste ano. Afinal, alguns dos maiores compradores de varejo, como Walmart, Target e Amazon, já anunciaram que não estarão presentes de forma presencial no evento de 2022, marcado para acontecer no Javits Center em Manhattan de 19 a 22 de fevereiro.

Leia também:

Baixas importantes

Além dos já citados Walmart, Target e Amazon, outros grandes nomes como Hasbro, Jazwares e MGA Entertainment não comparecerão à Toy Fair 2022 - nomes como o fabricante da Tonka Truck Basic Fun, estão em dúvida quanto a comparecer, dizem as fontes. “É uma situação fluida”, disse o fabricante de brinquedos e diretor de operações do Brooklyn Lollipops, Albert Maslaton, que reservou sua participação mas disse que preferia não ir - e está tentando obter seu dinheiro de volta.

Evento mantido para 2022

Pela primeira vez em 117 anos, a Toy Fair foi cancelada em 2021. O deste ano, no entanto, já está definido, e vai acontecer de acordo com seu organizador - que ainda garantiu a participação presencial das grandes Lego e Mattel. “Ainda há um núcleo forte”, disse a porta-voz da TIA, Adrienne Appell ao On the Money, do portal The New York Post.

“É fluido, mas mais impulsionado por rumores”, continuou. A Amazon, por exemplo, está registrada para participar. Mas especialistas do setor dizem que seus representantes não estarão lá - a Amazon se retirou da conferência CES, focada em tecnologia, em Las Vegas em dezembro. É importante lembrar que o evento está exigindo máscaras e vacinas para todos que entrarem no prédio.

Há vida sem as feiras

Quer a feira seja cancelada ou ocorra com menos participantes e expositores, as empresas de brinquedos ainda estão encontrando maneiras de se conectar com os vendedores. “No ano passado, quando não tínhamos uma Toy Fair, tivemos nosso melhor ano, com vendas de 20% acima de 2020 e 40% a partir de 2019”, disse Maslaton ao The Post. “Ainda acreditamos na feira, mas a indústria não é mais tão dependente”.

Alguns grandes compradores e vendedores de brinquedos, incluindo Walmart, Target e Hasbro, estão saindo da Feira de Brinquedos deste ano (REUTERS/Eduardo Munoz)
Alguns grandes compradores e vendedores de brinquedos, incluindo Walmart, Target e Hasbro, estão saindo da Feira de Brinquedos deste ano (REUTERS/Eduardo Munoz)

Ômicron nos EUA

“A parte triste é que a decisão de ir ou não está acontecendo agora, durante o pico da Ômicron”, disse o presidente-executivo da Basic Fun, Jay Foreman, que ainda está em dúvida quanto a comparecer. “Mas provavelmente no mês que vem a variante terá diminuído”, acrescentou. “Em muitos casos, as [grandes empresas] nem mesmo trouxeram funcionários de volta ao escritório ou em tempo integral e estão tendo problemas para enviar seus funcionários para uma cidade como NY e pelos grandes aeroportos”, disse Foreman, demonstrando preocupação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos