Ômicron: SP avalia adiar liberação das máscaras após 2 casos confirmados

·2 min de leitura
Os casos foram anunciados pela Anvisa na tarde de hoje (30). REUTERS/Amanda Perobelli
Os casos foram anunciados pela Anvisa na tarde de hoje (30). REUTERS/Amanda Perobelli
  • Os casos foram anunciados pela Anvisa na tarde de hoje (30);

  • O governo estadual havia indicado o fim da obrigatoriedade do item de proteção para o dia 11 de dezembro;

  • É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento, disse o governador.

Após a confirmação preliminar de 2 casos da variante Ômicron em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) solicitou uma nova avaliação do Comitê Científico do estado sobre a liberação do uso de máscaras em ambientes abertos. Os casos foram anunciados pela Anvisa na tarde de hoje (30). O governo estadual havia indicado o fim da obrigatoriedade do item de proteção para o dia 11 de dezembro.

“O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos. É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento. O nosso compromisso é com a saúde da população”, disse o governador.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária afirmou, nesta terça-feira (30), que há dois casos da variante Ômicron no país confirmados preliminarmente. No comunicado, a Anvisa informa que aguarda a confirmação do Instituto Adolfo Lutz (IAL) para fechar o diagnóstico. O resultado inicial foi dado pelo laboratório Albert Einstein.

Laboratório realizou o sequenciamento genético e notificou Anvisa

Um passageiro vindo da África do Sul, que desembarcou em Guarulhos no dia 23 de novembro, registrou na ocasião RT-PCR negativo. No entanto, dois dias depois, acompanhado da esposa para regressar à África do Sul, o viajante se submeteu a novo exame junto com a companheira e ambos tiveram diagnóstico positivo para Covid-19.

A partir daí, o laboratório realizou o sequenciamento genético das amostras e notificou a Anvisa, afirmando que em análises prévias verificou-se a presença da variante Ômicron.

A Anvisa notificou o Ministério da Saúde e as secretarias de saúde do estado e do município de São Paulo para adoção dos protocolos necessários.

A agência destaca que a entrada do passageiro também ocorreu antes da portaria interministerial que proibiu voos vindos da África do Sul e suspendeu a autorização de embarque de viajantes estrangeiros com passagem por esse país nos 14 dias anteriores à viagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos