OMS abre ponte aérea no Afeganistão para entrega de suprimentos médicos

·1 minuto de leitura
Logo da Organização Mundial da Saúde em Genebra

Por Michael Shields

GENEBRA (Reuters) - Um avião transportando medicamentos e suprimentos de saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS) pousou no Afeganistão nesta segunda-feira, disse a agência de saúde da ONU, o primeiro carregamento desde que o país ficou sob controle do Taliban.

"Após dias de trabalho ininterrupto para encontrar uma solução, estou muito satisfeito em dizer que agora fomos capazes de repor parcialmente os estoques das unidades de saúde no Afeganistão e garantir que, por enquanto, os serviços de saúde apoiados pela OMS possam continuar", disse Ahmed Al-Mandhari, diretor regional da OMS para o Mediterrâneo oriental, em comunicado.

A OMS havia alertado na sexta-feira que os suprimentos médicos acabariam dentro de alguns dias no Afeganistão, anunciando que esperava estabelecer uma ponte aérea na cidade de Mazar-i-Sharif, no norte, com a ajuda das autoridades paquistanesas.

As 12,5 toneladas de suprimentos que chegaram nesta segunda-feira consistem em kits de primeiros socorros e kits emergenciais de saúde, o suficiente para cobrir as necessidades básicas de saúde de mais de 200 mil pessoas, além de possibilitar 3.500 procedimentos cirúrgicos e tratar 6.500 pacientes lesionados, disse a OMS.

Eles serão entregues a 40 centros de saúde em 29 províncias do Afeganistão, acrescentou.

O avião, fornecido pelo governo do Paquistão, voou de Dubai para o aeroporto de Mazar-i-Sharif. Foi o primeiro de três voos marcados com a companhia aérea Pakistan International Airlines (PIA) para suprir a escassez urgente de remédios e suprimentos médicos no Afeganistão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos