OMS busca US$2,5 bilhões para combater emergências de saúde

Logotipo da OMS na senda da organização, em Genebra

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou nesta segunda-feira um apelo de financiamento de 2,54 bilhões de dólares para ajudar pessoas que enfrentam emergências de saúde em todo o mundo, incluindo em conflitos no Iêmen, Síria e Ucrânia.

“Mais pessoas do que nunca enfrentam o risco iminente de doenças e fome e precisam de ajuda agora”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. "O mundo não pode desviar o olhar e esperar que essas crises se resolvam sozinhas."

A organização está respondendo ao que diz ser um número sem precedentes de 54 emergências de saúde em todo o mundo, incluindo 11 que classifica como o nível mais alto, de Grau 3, incluindo a guerra na Ucrânia; surtos de cólera e mpox na República Democrática do Congo e desnutrição na Somália.

A agência global de saúde, que tem lutado para financiar alguns programas em meio a deficiências em seu modelo de financiamento, lançou no ano passado um apelo de emergência pela primeira vez e buscou arrecadar 3,15 bilhões de dólares.

(Reportagem de Jahnavi Nidumolu em Bengaluru e Emma Farge em Genebra)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702)) REUTERS AC