OMS declara varíola dos macacos como emergência sanitária global

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, este sábado, o surto da varíola dos macacos como uma emergência de saúde pública de preocupação internacional.

Este é o nível mais elevado de alerta pois estão já registados cerca de 17 mil casos em 74 países.

O anúncio foi feito pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em conferência de imprensa, após a reunião do Comité de Emergência para avaliar a evolução da doença no mundo.

A varíola dos macacos é, há décadas, endémica em várias partes de África Central e Ocidental.

Desde maio, espalhou-se para outras partes do globo, em especial para a Europa, onde estão agora 80% dos casos registados e onde o risco de infeção subiu para o nível de "elevado", e para a América do Norte.

O anúncio da Organização Mundial da Saúde surge um dia depois da Agência Europeia de Medicamentos ter recomendado a aprovação do alargamento da vacina Imvanex, usada no combate à varíola, para a proteção de adultos contra o vírus da varíola dos macacos, após estudos clínicos terem revelado que era eficaz e segura.

A doença viral tem vindo a propagar-se principalmente em homens que fazem sexo com outros homens, no entanto, o diretor-geral da OMS fez questão de frisar, que "o estigma e a discriminação podem ser tão perigosos como qualquer vírus".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos