OMS diz que estudo de origem da Covid-19 não foi abrangente o bastante e cita "dificuldades"

·1 minuto de leitura
Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

GENEBRA/ZURIQUE (Reuters) - Uma equipe da Organização Mundial da Saúde (OMS) que investiga a origem do novo coronavírus citou problemas para acessar dados brutos, disse o chefe da agência nesta terça-feira, pedindo estudos adicionais porque até agora a avaliação não foi abrangente o suficiente.

"Em minhas conversas com a equipe, eles expressaram as dificuldades que encontraram para acessar dados brutos", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, após a divulgação de um relatório de uma equipe que viajou a Wuhan, na China, neste ano. "Acredito que estudos colaborativos futuros incluirão um compartilhamento de dados mais adequado e abrangente."

Embora a equipe tenha concluído que um vazamento de laboratório seja a hipótese menos provável para o vírus que causa a Covid-19, disse a OMS, a questão exige mais investigação, possivelmente com missões adicionais.

"Não acredito que esta avaliação foi abrangente o suficiente", disse Tedros. "Dados e estudos adicionais serão necessários para se chegar a conclusões mais robustas."

(Por Stephanie Nebehay, John Miller e Emma Farge)