OMS diz que subvariantes da Ômicron BA.5.2 e BF.7 estão impulsionando surto de Covid na China

Área de hospital em Xangai em meio a surto de Covid-19

(Reuters) - O recente surto de Covid-19 na China está sendo causado de forma predominante pelas subvariantes da Ômicron BA.5.2 e BF.7, que juntas respondem por 97,5% de todas as infecções locais, disse a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta quarta-feira.

Os dados foram baseados em uma análise de mais de 2.000 genomas pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças, disse a OMS.

A agência também disse que os dados estão de acordo com os genomas de viajantes da China enviados ao banco de dados global por outros países e nenhuma nova variante ou mutação de significância conhecida foi observada nos dados de sequenciamento disponíveis publicamente.

Os dados vêm de um briefing dos principais cientistas da China para o grupo de consultoria técnica da agência da ONU na terça-feira, à medida que crescem os temores com a rápida disseminação do vírus na segunda economia do mundo.

A agência da ONU pediu aos cientistas que apresentem dados detalhados sobre o sequenciamento viral, para obter maior clareza sobre hospitalizações, mortes e vacinações.

(Reportagem de Leroy Leo, em Bengaluru)