OMS pede que países doem 10 milhões de doses de vacinas contra Covid para nações mais pobres

·1 minuto de leitura
Tedros Adhanom Ghebreyesus em Genebra

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um apelo nesta sexta-feira aos países para que doem doses de vacinas contra Covid-19 para ajudar a cumprir as metas de vacinação das pessoas mais vulneráveis nas nações mais pobres.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que o programa de distribuição de vacinas Covax, coliderado pela OMS e a aliança de vacinas Gavi, precisa de 10 milhões de doses imediatamente como uma medida paliativa.

"O Covax está pronto para entregar, mas não podemos entregar vacinas que não temos. Acordos bilaterais, proibições de exportação e nacionalismo de vacinas causaram distorções no mercado, com grandes desigualdades na oferta e demanda", disse Tedros em entrevista coletiva.

"Dez milhões de doses não é muito e nem de longe é o suficiente", acrescentou.

(Reportagem de Emma Farge, Brenna Hughes Neghaiwi)