OMS preocupada com 'quarta onda' de covid no Magreb e no Oriente Médio

·1 minuto de leitura
O Paquistão mobilizou soldados para reforçar as restrições no combate à pandemia

A variante Delta do coronavírus gerou um "aumento" de casos em 15 países de Oriente Médio, Magreb, África e Ásia, que enfrentam uma "quarta onda" com a maioria da população não vacinada, alertou a OMS nesta quinta-feira (29).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante Delta, detectada pela primeira vez na Índia, está presente em 15 dos 21 países da região do Mediterrâneo Oriental dessa agência da ONU, que vai do Marrocos ao Paquistão.

"A circulação da variante Delta favorece um aumento nos casos de covid-19 e mortes (pelo vírus) em um número crescente de países na região do Mediterrâneo Oriental da OMS", disse a agência em um comunicado.

"A maioria dos novos casos e pacientes hospitalizados são pessoas não vacinadas. Atualmente a quarta onda de covid-19 atinge esta região", disse Ahmed al Mandhara, chefe do escritório da OMS no Mediterrâneo Oriental.

Os casos positivos aumentaram 55% e as mortes 15% em um mês nessa região, que registrou 310.000 infecções e 3.500 mortes por semana nesse período.

A nova onda está causando estragos em países como a Tunísia, com a maior porcentagem de mortes no norte da África, onde serviços de terapia intensiva estão sobrecarregados e há escassez de cilindros de oxigênio.

A OMS também expressou preocupação com o fato de que apenas "5,5% da população da região está totalmente vacinada".

ff/all/feb/eb/jz/jc/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos