Onda de calor atinge Europa antes do previsto, e recordes de temperatura são esperados; veja fotos

Uma onda de calor que chegou antes do esperado atinge o Sul da Europa há dias, levando países a esperarem recordes de temperatura. Neste sábado, o calor aumentou na França, onde diversos departamentos no Sudoeste estão em vigilância vermelha, nível mais alto, e preveem que os termômetros cheguem a 42°C, segundo a Météo-France. Na Espanha, os bombeiros continuam a combater uma série de incêndios causados pelo calor durante a semana, enquanto o Norte da Itália sofre uma seca severa.

Mudanças climáticas intensificam fenômenos: Inundações deixam quase 40 mortos na Índia e em Bangladesh

Veja vídeos: Inundações e deslizamentos em Yellowstone, nos EUA, arrastam casas e destroem estradas

Um dos países mais afetados: Após seca do Rio Tigre, arqueólogos descobrem cidade de 3.400 anos no Iraque; veja vídeo

A multiplicação das ondas de calor na Europa e a chegada antecipada são consequências diretas do aquecimento global, afirmam os cientistas. Eles apontam que as emissões de gases de efeito estufa aumentam a potência, a duração e a repetição do fenômeno meteorológico.

Nos últimos dias, uma série de eventos festivos, esportivos e culturais foram cancelados nos departamentos franceses que estão sob vigilância vermelha, e estudantes foram liberados das aulas na sexta-feira, quando recordes de calor do mês de junho foram quebrados em pelo menos 11 municípios do país.

Entrevista: 'Governo Bolsonaro demonstrou ter muitas semelhanças com regime castrista', diz ativista cubana

Na França, medidas especiais também foram tomadas em casas de repouso, locais de risco ainda marcados pela onda de calor de 2003, que deixou mais de 15 mil mortos. Em departamentos do centro do país, o risco de incêndios foi descrito como "muito alto", e o número de registros de chamas em terras agrícolas disparou. Em algumas estufas de tomate no Sudoeste do país, foram atingidas temperaturas de até 55º C.

A Espanha enfrenta uma série de incêndios, especialmente na Serra da Coroa, na região de Castela e Leão, onde quase 11 mil hectares foram consumidos pelas chamas na sexta-feira. Segundo as autoridades regionais, "o fogo neste momento é menos virulento e a altura das chamas diminuiu em algumas áreas".

Porém, mais de 200 habitantes da região, que é próxima à fronteira com Portugal, tiveram de ser evacuados. Além disso, nesta semana, mais de três mil pessoas também precisaram ser retiradas de um parque de diversões em Toledo devido a um incêndio perto do local.

Veja vídeo: Navio afundado em 1652 na Inglaterra tinha garrafas de vinho ainda fechadas

No Nordeste do país, centenas de bombeiros trabalham para apagar as chamas na Catalunha, no "dia mais complicado deste episódio em termos climáticos", segundo informaram membros da corporação.

Na província catalã de Lérida, o fogo destruiu mil hectares de floresta, segundo as autoridades. Na região vizinha de Aragão, pelo menos 1.200 hectares foram queimados no município de Nonaspe.

No Norte da Itália, a Lombardia se prepara para declarar estado de emergência devido à pior seca dos últimos 70 anos, que ameaça as plantações. A água já está sendo racionada em diversas cidades da região.

Na Alemanha, a onda de calor chegou na sexta-feira e, neste sábado, é esperado que as temperaturas subam para 40ºC.

Eleições na Colômbia: Populista Rodolfo Hernández aposta em abordar país como uma empresa para chegar à Presidência

No Reino Unido, pelo terceiro dia consecutivo, o dia mais quente do ano foi registrado nesta sexta-feira, com temperaturas chegando a 30°C no início da tarde.

Também ontem, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu para que os países "agissem agora" contra a seca e a desertificação, para evitar "desastres humanos".

O secretário-executivo da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD), Ibrahim Thiaw, atribuiu as secas e o aceleramento da desertificação em muitas regiões do planeta ao aquecimento global.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos