Onda de calor extenuante provoca incêndios florestais na Europa

Bombeiros combatem chamas de incêndio florestal em Ourém, em Santarém, Portugal

Por Catarina Demony e Miguel Pereira

LEIRIA, Portugal (Reuters) - Mais de 20 incêndios florestais avançavam em Portugal e outros vários assolavam o oeste da Espanha, nesta quarta-feira, ameaçando vilas e interrompendo as viagens de férias de turistas em meio a uma onda de calor que, segundo meteorologistas, pode fazer as temperaturas subirem acima dos 40 graus Celsius.

Na França, cerca de 800 bombeiros, apoiados por seis aeronaves, enfrentavam dois incêndios na região sudoeste, que já provocaram a retirada de milhares de turistas, afirmou a prefeita de Gironde, Fabienne Buccio.

"Um incêndio está adentrando uma área urbana com muita vegetação seca, que ao lado de parques pequenos, se torna um incêndio secundário", disse Richard Marques, um trabalhador da área de defesa civil na região.

No distrito central de Leiria, ao norte de Lisboa, onde as temperaturas dispararam para 45 graus Celsius, as autoridades bloquearam uma importante rodovia. As chamas e a fumaça densa podiam ser vistas dos dois lados da estrada, enquanto helicópteros e aeronaves despejavam água.

Moradores da região que não foram retirados jogavam água nos telhados de suas casas.

Quase 800 bombeiros combatem dois incêndios ativos na área, enquanto no resto do país 2.124 bombeiros, apoiados por 28 aeronaves, combatiam 24 incêndios florestais.

Praticamente todo o território português estava em alerta vermelho por conta das condições extremas de temperatura, que chegaram a 45 graus nos distritos de Leiria e Santarém, segundo o instituto climático IPMA. A temperatura recorde no país foi de 47,3 graus em 2003.

(Reportagem adicional de Andrei Khalip e Emma Pinedo, em Madri; e Benoit Van Overstraeten e Dominique Vidalon, em Paris)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos