Onda de calor pode levar a temperatura recorde no RS

·2 min de leitura

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Uma onda de calor pode fazer cidades do Rio Grande do Sul registrarem temperaturas recordes a partir desta terça-feira (11). De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, termômetros podem marcar até 45ºC no oeste do estado entre sexta-feira (14) e sábado (15).

A MetSul, empresa de meteorologia gaúcha, classificou a onda de calor como brutal, incomum e excepcional. Segundo a companhia, o fenômeno também vai afetar o clima de Argentina, Uruguai e Paraguai, trazendo riscos à população.

"Recordes de máximas de décadas devem cair nos territórios uruguaio e argentino, que devem sofrer a pior da onda de calor, mas marcas históricas também podem ser alcançadas no Rio Grande do Sul", alertou Estael Sias, meteorologista e sócia da MetSul, em artigo publicado no site da empresa.

Segundo Sias, as temperaturas ficarão entre 10ºC e 15ºC acima da média para esta época do ano. Em seu artigo, a meteorologista ratificou a previsão do Inmet e alertou que cidades do Rio Grande do Sul podem registrar até 45ºC.

A maior temperatura já registrada no estado, de acordo com as estatísticas oficiais contabilizadas desde 1910, foi de 42,6ºC. Isso ocorreu nos verões de em 1917, em Alegrete, e de 1943, em Jaguarão.

De acordo com Sias, temperaturas acima de 35ºC devem ser generalizadas no próximo final de semana no Rio Grande do Sul. Até regiões mais frias, como a Serra Gaúcha, terão calor. "Cidades da Serra Gaúcha podem ter marcas extremas no final da semana, com máximas de até 37ºC em Caxias do Sul e ao redor dos 40ºC nos vales de Farroupilha e Bento Gonçalves", escreveu.

Em Porto Alegre, as temperaturas devem passar de 35ºC a partir desta terça-feira. Para a sexta, a MetSul prevê entre 38ºC e 40ºC.

Sias escreveu ainda que a onda de calor será capaz de fazer vítimas entre pessoas vulneráveis, como idosos. Lembrou também que ela pode causar incêndios, já que ocorrerá num momento de seca severa na região. O Inmet já emitiu aviso laranja por conta da onda de calor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos