Onda de frio: saiba como e onde ajudar com doações de roupas e cobertores

Pessoas em situação de rua sobrevivem em meio à onda de frio em São Paulo. Foto: REUTERS/Amanda Perobelli.
Pessoas em situação de rua sobrevivem em meio à onda de frio em São Paulo. Foto: REUTERS/Amanda Perobelli.
  • Onda de frio já baixou as temperaturas para menos de 10ºC no Sul e Sudeste

  • Diversas prefeituras e governos estaduais lançaram campanhas de arrecadação

  • População de rua aumentou em São Paulo

O frio intenso que castiga várias regiões do Brasil já baixou as temperaturas em capitais do Sul e Sudeste para menos de 10ºC nesta quarta-feira (18) e quinta-feira (19). Em São Paulo, por exemplo, a mínima esperada é de 6ºC, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). E o frio não deve dar trégua até o dia 22 de maio, próximo domingo.

Os mais vulneráveis ao frio são as pessoas em situação de rua - população que cresceu intensamente durante a pandemia de coronavírus, impulsionada pela alta no valor dos aluguéis e pelo desemprego. Para ajudar essas pessoas, cidades e organizações civis realizam coleta de roupas e cobertores.

Veja onde doar:

São Paulo

O governo do Estado de São Paulo anunciou a campanha Inverno Solidário 2022, que irá arrecadar cobertores novos para pessoas que precisam até o dia 21 de setembro. Na capital, pontos de coleta foram montados nas estações de trens e metrô, além de terminais de ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e unidades do Poupatempo.

Ribeirão Preto

Nas cidades da região de Ribeirão, Franca e Barretos, doações podem ser feitas em bancos, escolas, postos de saúde e delegacias.

Noroeste paulista

Já nas cidades da região centro-oeste e noroeste do estado estão recebendo doações de agasalhos e cobertores em bom estado para distribuir para pessoas em situação de rua.

Rio Grande do Sul

A Prefeitura de Porto Alegre registrou mais de 500 pessoas abrigadas da tempestade Yakecan e do frio na madrugada de quarta-feira (18). A capital tem diversos pontos de coleta, principalmente em praças, shoppings, redes de mercados, lojas e universidades. É possível doar roupas de frio.

Santa Catarina

Diversas cidades de Santa Catarina estão recebendo doações de roupas de frio e cobertores para auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em Florianópolis, também há uma iniciativa similar. A NSC TV também realiza uma campanha em todo o estado.

Paraná

No Paraná, a RPC e o Instituto GRPCOM, em parceria com o Sistema Fecomércio, criaram a Campanha do Agasalho 2022. As roupas recolhidas serão doadas para famílias em situação de vulnerabilidade social de todo o estado. Serão recebidas roupas femininas, masculinas e infantis, incluindo acessórios de inverno, calçados, cobertores, itens de cama, mesa e banho, de qualquer tamanho, em bom estado de conservação para o uso imediato.

Minas Gerais

Na capital mineira e na Grande Belo Horizonte, foram criados pontos de coleta, entre eles o Serviço Social Autônomo (Servas), a Arquidiocese de Belo Horizonte, a Cruz Vermelha e prefeituras.

Mato Grosso do Sul

No Mato Grosso do Sul, o governo estadual lançou uma campanha do agasalho, que vai recolher doações até o dia 24 de maio em órgãos públicos do estado. A iniciativa é da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) e pretende arrecadar cobertores, agasalhos, luvas, cachecóis, camisas, meias, sapatos e outros itens de inverno novos ou em bom estado de conservação.

Espírito Santo

A capital do Espírito Santo e cidades da Grande Vitória estão recebendo agasalhos para pessoas em vulnerabilidade social e situação de rua. Os locais de coleta são prefeituras, igrejas e entidades como o Centro Pop.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos