Onda de violência inédita na África do Sul

Em meio à escalada de uma onda de violência inédita, que já deixou ao menos 45 mortos, o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, tenta restaurar a ordem no país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos