Zé do Caixão: 10 filmes para assistir agora


José Mojica Marins, o Zé do Caixão, é um dos diretores mais ilustres do cinema nacional. Famoso pelos filmes de terror, o paulista morreu aos 83 anos em 19 de fevereiro de 2020.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Com mais de 30 filmes do gênero, o cineasta estreou em 1958, com ‘A Sina do Aventureiro'. O sucesso veio em 1964, com o clássico 'À Meia Noite Levarei Sua Alma'. Na época, quase um milhão de pessoas foi aos cinemas presenciar o nascimento do seu principal personagem, que depois ganharia uma trilogia.

Leia também

Como assistir aos filmes do Zé do Caixão

Como são antigos, assistir os filmes de José Mojica não é tarefa fácil. A plataforma de streaming e filmes on demand Looke possui algumas opções no catálogo. Confira:

A Sina do Aventureiro (1958)

Encana-se quem pensa que Mojica só fez filmes de terror. A estreia do diretor nas telonas foi com um western que se passa no interior do Brasil e traz fortes referências do folclore nacional.

À Meia Noite Levarei Sua Alma (1964)

À Meia Noite Levarei Sua Alma (Foto: Reprodução)

O coveiro Josefel Zanatas sai do meio das tumbas para encontrar uma parceira que possa lhe dar um herdeiro. A clássica história de origem de Zé do Caixão foi sucesso na época e criou um dos personagens mais icônicos do cinema nacional.

Esta Noite Encarnarei no teu Cadáver (1966)

A continuação traz o personagem de volta à busca pela mulher superior. Na busca, entretanto, ele acaba cometendo um crime.

O Estranho Mundo do Zé do Caixão (1968)

A trilogia do coveiro culminaria em ‘Encarnação do Demônio’, que começou a ser rodado em 1967 e foi interrompido pela Censura da ditadura militar. Por isso, ele acabou lançando uma antologia com três histórias de terror.

O Despertar da Besta (1969)

O Despertar Da Besta

Mojica interpreta um psiquiatra que defente uma teoria onde as perversões sexuais são causadas pelo uso de drogas. Ele convoca voluntários para provar sua teoria e mostrá-las a outros estudiosos. Nem precisa dizer que não termina bem.

Finis Hominis - O Fim do Homem (1971)

Outro filme perseguido pela ditadura. Nele, um messias moderno capaz de operar milagres começa a criar uma comunidade em torno de si. Mas o culto tem algumas práticas pouco ortodoxas.

A Estranha Hospedaria dos Prazeres (1976)

Um proprietário de uma hospedagem, interpretado por Zé do Caixão, recebe diversos hóspedes em uma sexta-feira 13. O longa é marcado por muitas cenas de sexo e uma volta do diretor a produções de baixo orçamento.

Inferno Carnal (1977)

Um cientista famoso se dedica demais ao trabalho e deixa a esposa de lado. Ela acaba se apaixonando por outro homem, e o novo casal bola um plano para matá-lo e ficar com sua fortuna. O ácido jogado em sua cara não o mata, apenas o desfigura. E aí começa o plano de vingança sádica.

Delírios de um Anormal (1978)

Um psiquiatra, obcecado pela figura de Zé do Caixão, passa a ter delírios nos quais sua esposa é raptada pela entidade maligna.

Demônios e Maravilhas (1987)

Mojica fez uma espécie de cinebiografia, onde recria momentos importantes de sua vida. Há uma segunda parte chamada ‘Alucinação Macabra'.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.