Onde foram parar 12 times que já fizeram história no Brasil

A Portuguesa não joga desde o dia 24 de agosto (Portuguesa/Divulgação)

A Portuguesa já foi vice-campeã brasileira em 1996. O São Caetano quase levantou a taça da Libertadores de 2002. O Santa Cruz escreveu uma das histórias mais bonitas ao subir da Série D para a Série A em seis anos. Foi pensando na história desses três clubes e de outros nove que o Blog apresenta a atual situação deles. Em qual divisão foram parar e como têm se virado. Confira:

PORTUGUESA:
Tricampeã paulista, bicampeã do Rio-São Paulo e vice do Brasileirão, a Lusa hoje não tem divisão para disputar no campeonato nacional. Desde 2017 que a Portuguesa não participa sequer da Série D. Em 2019, o clube paulista jogou a Série A-2 do Paulista e caiu na primeira fase da Copa Paulista. Não entra em campo desde 24 de agosto.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

SANTA CRUZ:
Um dos clubes mais populares do país, o Santa está na Série C do Brasileiro e não conquista um título desde 2016 - ganhou, na oportunidade, a Copa do Nordeste e o estadual. Assim como a Lusa, o clube pernambucano não atua desde 24 de agosto. No ano, o Santa caiu nas quartas de final do Pernambucano, foi semifinalista da Copa do Nordeste e parou na quarta fase da Copa do Brasil.

Leia também:

AMÉRICA-RJ:
Sete vezes campeão carioca e com 19 participações na Série A, o América não joga o torneio nacional desde 2010, quando esteve na Série D. O clube acaba de ser vice-campeão da segunda divisão carioca, assegurando vaga em uma seletiva que apontará dois classificados para o Campeonato Carioca de 2020.

BRASILIENSE:
Vice-campeão da Copa do Brasil em 2012, o Brasiliense jogou a Série D neste ano, mas acabou eliminado na segunda fase. Fora da elite do futebol nacional desde 2005, o time da Boca do Jacaré ainda ficou com o vice-campeonato estadual nesta temporada, perdendo para o Gama na decisão.

SAMPAIO CORRÊA:
Campeão das Séries B, C e D, o Sampaio Corrêa disputou em 2019 a Série C. Acabou como vice-campeão, perdendo para o Náutico na final, mas garantindo o retorno à Segundona. Único time do Maranhão a participar da Copa Conmeol, a Bolívia ainda foi semifinalista do Campeonato Maranhense no ano.

VILLA NOVA:
Cinco vezes campeão mineiro, o Villa Nova não tem divisão para disputar no Brasileiro. Pior do que isso: como não há competições em Minas no segundo semestre, não entra em campo desde 20 de março. Fiz míseros 11 jogos em 2019 - terminou em 9º entre 12 times do Campeonato Mineiro.

ITUANO:
Bicampeão paulista (em 2002 e 2014), o Ituano assegurou seu retorno à Série C do Brasileiro neste ano ao alcançar as semifinais da Quarta Divisão. Porém, como abriu mão de disputar a Copa Paulista, não disputa uma partida oficial desde 4 de agosto. De qualquer forma, é um dos clubes do interior com mais participações consecutivas no Paulistão.

SÃO CAETANO:
Campeão paulista em 2004, vice-campeão brasileiro em 2000 e 2001 e segundo colocado na Libertadores de 2002, o São Caetano jogou a Série D em 2019, mas caiu logo na primeira fase. Também havia sido eliminado na fase de grupos do Paulista. A temporada foi salva na Copa Paulista, com a chegada à final. Porém, às vésperas da final, os jogadores do Azulão gravaram um vídeo cobrando salários atrasados.

ABC:
Maior campeão estadual do país, com 55 títulos, o ABC caiu da Série C para a Série D nesta temporada. Antes, havia sido vice-campeão estadual. É importante lembrar que o clube potiguar não joga a Série A desde 1985. Seu único título nacional se deu em 2010, na Série C.

PAULISTA:
Campeão da Copa do Brasil em 2005, o Paulista está completamente fora do Campeonato Brasileiro. Mas o pior está no estadual: o time de Jundiaí disputou em 2019 a quarta e última divisão do Paulista. Ao menos, ficou com o título depois de bater o Marília, garantindo vaga na Série A-3.

BANGU:
Bicampeão carioca e vice brasileiro em 1985, o Bangu não teve divisão para disputar no Brasileiro. De qualquer forma, o torcedor do Bangu viu seu time chegar às semifinais do Campeonato Carioca. Semanas depois, caiu no primeiro mata-mata da Copa Rio.

CAXIAS:
Campeão gaúcho em 2000, o Caxias não disputa o Brasileirão desde 1979. Nesta temporada, esteve na Série D e acabou eliminado pelo Manaus nas quartas de final - a queda se deu uma fase antes do acesso. De qualquer maneira, o Caxias conseguiu ser semifinalista do Campeonato Gaúcho e da Copa Federação Gaúcha em 2019.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter