Fórum da Água buscará mobilizar políticos em torno da conservação

Brasília, 17 mar (EFE).- O Fórum Mundial da Água, que começará na próxima segunda-feira em Brasília, buscará "mobilizar a classe política" em torno da "necessidade vital" de preservar esse recurso, disse neste sábado à Agência Efe o presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga.

"Trata-se de aproximar os dirigentes políticos, os técnicos, os acadêmicos e a sociedade em geral sobre a questão da água, que é crucial para a vida", explicou Braga, engenheiro brasileiro que preside o organismo que, desde 1997, organiza o fórum mundial.

Este evento, que este ano chega à sua oitava edição trienal, será inaugurado oficialmente na próxima segunda-feira e se espera a presença de delegações de 150 países, que durante cinco dias debaterão sobre a mudança climática, a degradação que causa nos ecossistemas do mundo e, fundamentalmente, a preservação.

Braga participou hoje da inauguração da Vila Cidadã, um espaço que, através de um enfoque lúdico, pretende divulgar as "boas práticas" e o "uso racional" da água.

"A participação dos cidadãos é importante não só para sua própria educação, mas também para pressionar à classe política e aos dirigentes do mundo sobre a necessidade vital de investir na preservação da água e do meio ambiente", destacou.

O primeiro dia da Vila Cidadã esteve dedicado quase que inteiramente às crianças e cerca de 2.000 alunos de escolas públicas de Brasília visitaram o espaço, focado sobretudo na divulgação de uma "consciência ecologicamente correta e responsável".

Por meio de técnicas de realidade virtual, as crianças experimentaram a sensação de submergir-se em um submarino ou de nadar no fundo de um oceano, percorreram geleiras e parte dos polos, puderam "voar" em um parapente e conhecer a relação entre a água e os ventos, ou saber como esse recurso se origina e chega até suas casas.

"Temos que criar uma nova consciência sobre o cuidado de um bem cuja importância se confunde com a importância da própria vida ", disse o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, durante a cerimônia.

Por sua vez, o secretário de Turismo da capital, Jaime Recena, disse à Efe que durante os cinco dias do evento são esperadas em Brasília cerca de 40.000 pessoas, entre delegações oficiais, empresários e acadêmicos que participarão do fórum.

"Brasília adquire protagonismo em torno de um dos temas mais importantes para a humanidade", declarou Recena, que acrescentou que a cidade preparou centenas de eventos paralelos, entre eles várias exibições de esportes aquáticos no lago Paranoá. EFE