ONU e Cruz Vermelha fazem operação de resgate em bunkers, em Mariupol

Children are seen with a cat at a temporary accommodation centre for evacuees during Ukraine-Russia conflict in the village of Bezimenne in the Donetsk Region, Ukraine May 1, 2022. REUTERS/Alexander Ermochenko
Crianças são vistas em um centro de acomodação temporárias para evacuados durante o conflito na região de Donetsk. Foto: REUTERS/Alexander Ermochenko.

Uma operação das Nações Unidas resgatou neste domingo (1), civis que estavam escondidos em bunkers da siderúrgica Azovstal, em Mariupol, na Ucrânia, eles estavam no subsolo sob cobertores e tentavam se proteger dos bombardeios russos.

De acordo com informações do G1, a ONU e a Cruz Vermelha Internacional fecharam um acordo para aliviar as tensões no local, um fotógrafo da agência de notícias Reuters teria testemunhado dezenas de civis chegando ao acampamento temporário.

O porta-voz da ONU, Saviano Abreu, falou sobre a operação e pediu para que as pessoas não compartilhem mais informações sobre o resgate: “Neste momento, e como as operações estão em andamento, não compartilharemos mais detalhes, por isso pode comprometer a segurança dos civis e do comboio”.

Ainda segundo o G1, o civis e crianças pequenas estão na região de Donetsk, a cerca de 30km de Mariupol e receberam água e cuidados, eles estavam numa grande fábrica da era soviética, fundada nos tempos de Josef Stálin, com muitos labirintos e túneis para resistir a ataques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos