ONU pede ao Iêmen que autorize entrega de equipamentos para aeroporto da capital

·1 min de leitura
(Arquivo) O aeroporto internacional de Sana, a capital do Iêmen, em 23 de setembro de 2020 (AFP/MOHAMMED HUWAIS)

As Nações Unidas pediram ao governo do Iêmen que permita a entrega dos equipamentos de comunicação necessários para manter em funcionamento o aeroporto da capital Sana, que é controlado pelos rebeldes houthis, através do qual é entregue a ajuda humanitária internacional.

O Iêmen, um país pobre da Península Arábica, vive uma das piores crises humanitárias do mundo devido ao conflito iniciado em 2014, depois que os rebeldes houthis, apoiados pelo Irã, tomaram a capital.

A ofensiva levou a uma intervenção militar em 2015 de uma coalizão liderada pela Arábia Saudita para apoiar o governo reconhecido internacionalmente.

"Peço ao governo iemenita que permita a importação dos equipamentos necessários para garantir a máxima segurança e fiabilidade dos voos humanitários e a continuidade da ajuda ao Iêmen", disse David Gressly, coordenador humanitário da ONU para o país, em um comunicado divulgado na sexta-feira (31).

"Nos últimos 18 meses, as tripulações dos voos humanitários relataram pelo menos dez casos em que não foi possível fazer contato com a torre de controle de Sana, uma situação potencialmente perigosa", acrescentou Gressly.

Segundo a ONU, a guerra no Iêmen já causou a morte de 377.000 pessoas, das quais 227.000 morreram por consequências indiretas do conflito, como a falta de água potável, fome e doenças.

bur-sy/hkb/bk/tp/pc/me/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos